lunedì 2 maggio 2016

Governo aumenta la tassa sul cambio di moneta straniera da 0,38 ad 1.1% , quasi il triplo !!!


Comprar dólar em espécie para viajar vai ficar mais caro a partir de terça-feira, quando entrará em vigor o aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

A alíquota passará de 0,38% para 1,10%, segundo decreto publicado nesta segunda-feira no “Diário Oficial da União”. 

A medida encarece o custo da operação e incide sobre a cotação do câmbio nas compras de moeda estrangeira em papel.

 O Ministério da Fazenda espera um aumento de arrecadação anual de R$ 2,377 bilhões com a alteração.

A alíquota para compra de moeda estrangeira em cartão pré-pago foi 
mantida em 6,38%.


                                  NON C'E' LIMITE AL PEGGIO !

Ennesimo blocco di WhatsApp per 72 ore da parte della Giustizia brasiliana .


A Justiça de Sergipe mandou as maiores operadoras de telefonia do país bloquearem o acesso dos brasileiros ao aplicativo de mensagem instantânea WhatsApp por 72 horas a partir das 14h desta segunda-feira (2). A assessoria da TIM confirmou ao G1 que recebeu a notificação.


A decisão é do juiz Marcel Maia Montalvão, da Vara Criminal de Lagarto, no Sergipe. O magistrado atendeu a um pedido de cauter da Polícia Federal, que foi endossado por parecer do Ministério Público.

O bloqueio foi pedido porque o Facebook, dono do WhatsApp, não cumpriu outra decisão judicial de compartilhar informações que subsidiariam uma investigação criminal. A recusa já havia resultado na prisão do presidente do Facebook para América Latina em março deste ano.

Segundo o juiz, a medida cautelar é baseada no Marco Civil da Internet. Os artigos citados pelo magistrado dizem que uma empresa estrangeira responde pelo pagamento de multa por uma “filial, sucursal, escritório ou estabelecimento situado no país” e que as empresas que fornecem aplicações devem prestar “informações que permitam a verificação quanto ao cumprimento da legislação brasileira referente à coleta, à guarda, ao armazenamento ou ao tratamento de dados, bem como quanto ao respeito à privacidade e ao sigilo de comunicações.”
Não é a primeira vez que um tribunal pede a suspensão do acesso ao serviço de bate-papo no Brasil. O bloqueio anterior ocorreu em dezembro de 2015, quando a Justiça do Piauí ordenou que as empresas impedissem a conexão. A ferramenta permaneceu inacessível por 12 horas.

Conta no WhatsApp

A investigação foi iniciada após uma apreensão de drogas na cidade de Lagarto, a 75 km de Aracaju. O juiz Marcel Montalvão pediu há quatro meses que o Facebook informasse o nome dos usuários de uma conta no WhatsApp em que informações sobre drogas eram trocadas. A empresa não atendeu a Justiça, que aplicou há dois meses multa diária de R$ 50 mil. Como a empresa ainda assim não cumpriu a determinação, o valor foi elevado para R$ 1 milhão há 30 dias.

A assessoria de comunicação do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe informou que o juiz está em audiência e que a assessoria dele confirma a existência do processo, mas não iria passar informações, pois corre em segredo de justiça.


O Facebook já proíbe que a rede social seja usada para vender drogas. No começo de fevereiro, alterou a política de uso do site e do aplicativo de fotos Instagram para impedir também que os usuários comercializassem armas.

Na prática, donos de páginas e perfis já não podiam vender material bélico, mas pequenas microempresas podiam usar a ferramenta de criação de anúncios rápidos para isso. Com a alteração, essa prática foi vetada. A política da rede, no entanto, não se estende ao WhatsApp.

Segundo o delegado Aldo Amorim, membro da Diretoria de Combate ao Crime Organizado da Polícia Federal em Brasília, a investigação foi iniciada em 2015 e esbarrou na necessidade informações relacionadas as trocas de mensagens via whatsapp, que foram solicitadas ao Facebook e não fornecida ao longo dos últimos meses.

Ainda de acordo o delegado, existe uma organização criminosa na cidade de Lagarto e o não fornecimento das informações do Facebook está obstruindo o trabalho de investigação da polícia. Ele disse também que toda empresa de comunicação que atua no Brasil deve seguir a legislação brasileira, independente do seu país de origem.

Fonte Globo

domenica 1 maggio 2016

Pizzolato : da direttore Marketing del Banco do Brasil ad aiutante muratore . Patria Educadora !



Ex-mandachuva da poderosa diretoria de Marketing do Banco do Brasil, o mensaleiro-fujão Henrique Pizzolato, condenado a 12 anos e 7 meses de cadeia, tem uma nova formação profissional.

Pizzolato conseguiu o diploma de auxiliar de pedreiro no início deste ano, depois de cursar 180 horas de aula no Complexo Penitenciário da Papuda, por meio de um convênio com o Centro de Educação Profissional (Cened).

Nada indica que o ex-sindicalista pretenda começar uma nova carreira aos 63 anos. Pizzolato estudou entre os dias 18 de novembro e 7 de janeiro para reduzir sua pena no cárcere. Conseguiu o perdão de quinze dias. E está prestes a poder deixar a cadeia durante o dia. Ele também passou a trabalhar na biblioteca da Papuda, a dar aulas de italiano e alfabetizar outros presos, conforme relatório de inspeção do Ministério Público obtido pelo site de VEJA. Dedica-se à leitura e faz caminhadas matinais. A cada três dias de trabalho, ele reduz um da pena. O advogado de Pizzolato, Hermes Vilchez Guerrero, já deu entrada no pedido de progressão ao regime semiaberto.

"Ele tem bom comportamento, estuda e está trabalhando. Agora estamos na expectativa", disse o criminalista. Condenado no julgamento do mensalão por corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro em 2012, ele fugiu para a Itália, onde foi preso em fevereiro de 2014. Depois de apelações a cortes administrativas e judiciárias, terminou extraditado ao Brasil em outubro de 2015. Desde então, Pizzolato divide com o também mensaleiro Ramon Hollerbach a cela número 1 da Ala dos Vulneráveis do Centro de Detenção Provisória da Papuda. Pizzolato mantém bom relacionamento com Hollerbach e outros presos.

Os mensaleiros dividem uma cela com beliches, janelas, banheiro próprio equipado com chuveiro elétrico. O ambiente é descrito pelo Ministério Público como "satisfatório", espaçoso e bem iluminado. Ele costuma receber visitas da irmã às sextas-feiras e também tem espaço reservado para visita íntima. Na Ala dos Vulneráveis, que reúne presos com idade avança e alguns alvos de operações como Zelotes, o tempo diário de banho de sol costuma ultrapassar as duas horas regulamentares. O Supremo Tribunal Federal determinou que os dois períodos em que o petista ficou detido provisoriamente na Itália fossem descontados da pena - foram 518 dias ao todo. A defesa também quer agora que a Justiça reconheça a remição do tempo em que ele estudou e trabalhou na Itália.

De acordo com os últimos cálculos da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, Pizzolato já cumpriu um ano e dez meses de prisão em regime fechado. A pena só se extinguirá em 2 dezembro de 2026, mas Pizzolato poderá progredir para o semiaberto em 7 de junho deste ano e obter o livramento condicional em 12 de julho de 2018. Ele teve de pagar multa de 2.054.585,89 reais.

Fonte :Globo 

giovedì 28 aprile 2016

Il COPOM conferma la tassa di juro a 14.25% per la sesta volta consecutiva


Con questa decisione unanime il COPOM intende raffreddare ulteriormente la inflazione e portala entro la fascia planeggiata dal governo .I primi effetti si sentono anche se personalmente osservo che gli alimentari , soprattutto i freschi sono oramai prodotti da gioielleria .

I pomodori tipo san marzano che compravo in grande quantità a meno di R$2 al chilo per preparare il sugo fresco sono spariti dal mercato sostituiti da sfere verdi anche a  R$ 10 al chilo . Patate , cipolle , carote e simili non si trovano a meno di R$5 al chilo e così via . Risultato , i prezzi dei ristoranti self service sono aumentati ed i clienti diminuiti di almeno il 40% .

In reatà , al momento quello che si percepisce è solo una frenata della inflazione ma i prezzi , che erano  alti , sono rimasti tali . 

Per fortuna l'ombrellone e la sdraio a Pontanegra costano ancora  R$ 10 anche se bere una "geladina" ne costa altrettanto !

Eduardo Cunha è "o pecato original " dichiara la presidente Dilma e spiega il perchè.


A presidente Dilma Rousseff afirmou em discurso nesta quarta-feira (27), em Brasília, que o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é o "pecado original", em referência ao processo de impeachment ao qual responde no Congresso.

Segundo a presidente, o processo de impeachment foi admitido por Cunha na Câmara porque não aceitou uma proposta que tinha feito, de recusar o processo de impeachment se os deputados governistas ajudassem a impedir que ele fosse julgado no Conselho de Ética da Câmara em processo que pode resultar até na cassação do mandato. Segundo ela, se aceitasse, o governo entraria "em processo de apodrecimento".

"Esse processo tem um pecado original. O pecado original é o presidente da Câmara. Por que ele é o pecado original? Vou explicar por que. Isso foi amplamente noticiado.

O senhor presidente da Câmara queria fazer jogo escuso com o governo. 'Votem para impedir que eu seja julgado no Conselho de Ética. Tirem os votos que o governo tem no Conselho de Ética'. Eram três votos. 'E aí eu não entro no processo de impeachment'

O governo que aceita uma negociação dessas é um governo que entra em processo de apodrecimento. Por isso, nós nos recusamos a essa negociação", declarou a presidente em cerimônia da 12ª Conferência Nacional de Direitos Humanos.

Procurado pelo G1, o presidente da Câmara disse, por meio de nota, que "reafirma seu posicionamento". "A presidente enfrenta o maior escândalo de corrupção na maior empresa do governo dela, onde ela era, inclusive, a presidente do conselho administração. Além disso, ela tem que se preocupar com o marqueteiro e o tesoureiro do partido dela que estão presos."

Manifestações em conferência

Antes da chegada de Dilma, a plateia, formada por participantes ligados a movimentos dos direitos LGBT, da criança e do adolescente, dos idosos e da pessoa com deficiência, entoou por diversas vezes gritos de “Não vai ter golpe, vai ter luta”. Também houve gritos de “Fora, Cunha”, “Ô Bolsonaro, vou te dizer, eu também cuspo em você”.

Dilma estava acompanhada de vários ministros, entre eles Patrus Ananias (Desenvolvimento Agrário), Miguel Rossetto (Trabalho e Previdência), Tereza Campello (Desenvolvimento Social), Aloizio Mercadante (Educação), Eugênio Aragão (Justiça) e Nilma Lino Gomes (Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos).

No discurso, ela também voltou a afirmar que o processo de impeachment não tem base legal e, por isso, é um golpe.

"Tem o golpe feito com armas na mão, tem o golpe feito com tanques, mas tem outro tipo de golpe que você faz com as mãos nuas, rasgando a Constituição", declarou.

A presidente também negou ter cometido qualquer crime que justifique a saída dela do poder.

“Eu não tenho contas no exterior, jamais usei dinheiro público para me beneficiar, não tenho acusação de corrupção. Então, o que eles fizeram? Arranjaram uma acusação, e toda acusação arranjada é frágil. Me acusam de ter práticas contábeis incorretas. São seis decretos, todos eles de suplementação.”

Dilma disse ainda que o processo de impeachment está “disfarçado de eleição indireta”. Ela lembrou das Diretas Já, na década de 1980, e ressaltou que se tratava de uma conquista do povo brasileiro da qual o país não podia abrir mão.

“Fizemos uma trajetória muito longa para garantir eleições diretas, voto secreto e para eleger presidente, governador e prefeito. Portanto, não vamos deixar que encurtem o caminho para o poder através de uma eleição indireta falsificada de impeachment”, declarou.

Fonte Globo