mercoledì 10 dicembre 2014

Come l'aumento della SELIC, oggi al 11.75% , affetta il credito al consumo



A elevação da taxa básica de juro (Selic) já está se refletindo nos juros cobrados do consumidor. Na média, os juros ao consumidor subiram de 6,08% para 6,14% ao mês. Anualizada, a taxa subiu de 103,05% para 104,43%. É o 17º mês de alta dos juros ao consumidor, com exceção do mês de setembro, quando houve recuo.

No final de outubro, o Banco Central subiu a Selic de 11% para 11,25% ao ano, impactando nos financiamentos. Na semana passada, houve mais uma elevação da Selic (de 11,25% para 11,75% ao ano), o que deve se refletir nos juros do crédito neste mês de dezembro.

Segundo a Anefac, os juros do comércio subiram de 4,65% para 4,75% ao mês. No cartão de crédito, a linha mais cara da praça, os juros passaram de 10,75% ao mês para 10,90%. No cheque especial, houve elevação de 8,50% para 8,56%. O Crédito Direto ao Consumidor (CDC) para compra de automóveis subiu de 1,80% para 1,82%. A taxa do empréstimo pessoal nos bancos passou de 3,47% para 3,51%, enquanto nas financeiras a alta foi de 7,28% para 7,30%.

Para o coordenador da pesquisa, Miguel Ribeiro de Oliveira, o atual cenário econômico aumenta o risco do crescimento nos índices de inadimplência.

Desde que o Banco Central começou a subir a Selic, em abril de 2013, ela já avançou 4,5 pontos percentuais, passando de 7,25% para 11,75% ao ano. No mesmo período, a taxa média de juros subiu de 87,97% ao ano para 104,43%.

- Como o Banco Central deve promover novas elevações da Selic é provável que as taxas de juros das operações de crédito voltem a ser elevadas nos próximos meses - diz Ribeiro de Oliveira.

Fonte : Globo 

sabato 6 dicembre 2014

La Casa dei tuoi sogni

Un pò di tempo fa ho presentato la Comunità Dolce Vita localizzata a pochi chilometri da Fortaleza ( http://www.vivereinbrasile.com/2014/10/comunita-la-dolce-vita.html ) ebbene nella stessa area Daniela Orsi ,la proprietaria della Comunità , ha messo in vendita la sua splendida casa . Non si tratta di un immobile qualsiasi ma della "Casa dei tuoi sogni "

Immersa in un giardino tropicale di circa 5000 mq si trova la " mansao " con ben 300 mq di area costruita composta da un  salone di 100 mq, una grande cucina a vista, 5 stanze di cui 3 suites, 4 bagni , veranda  di 60 mq, 2 posti auto coperti e molti altri allo scoperto , piscina, pergolato, portone elettronico.

Interessante risaltare che, dovuto alla grande quantità di terreno, sono possibili ampliamenti  e per chi avesse interesse di renderla commerciale sarebbe il posto ideale per un Centro Benessere ( SPA ).


Prezzo e condizioni di pagamento nonchè ulteriori informazioni possono essere richieste direttamente a Daniela Orsi  i cui contatti sono : daniela.orsi@bol.com.br mentre l'indirizzo Skype è daniela.orsi1

Cosa  dire di più , lasciamo la parola alle immagini . Incominciamo con una panoramica della casa e della grande piscina circondata dal verde della serra di Guaramiranga .





Una grande veranda circonda tutta la casa . Luogo ideale per chiacchierate all'aperto con gli amici o per riposare sull'amaca cullati dal vento .



Entrando in casa siamo accolti da una enorme ed accogliente sala di ben 100 mq dove troneggia un caminetto , cosa rarissima in una regione come il Cearà .






La cucina , completamente equipaggiata , è aperta e da direttamente sulla sala





Notate l'arredamento di qualità tutto in legno massello .



E per finire questa carrellata veloce potete vedere una delle suite .


domenica 30 novembre 2014

Nuove norme per il visto permanente valide dal 1 Settembre 2014

A partir de 1º de setembro de 2014, serão aplicados novos procedimentos nos processos de permanência definitiva com base nas modalidades de reunião familiar, prole, casamento, união estável e transformação de registro temporário em permanente

* Os requerimentos nos procedimentos acima listados serão efetuados em apenas uma etapa, com preenchimento do formulário 154, disponível no link https://servicos.dpf.gov.br/sincreWeb/, coleta dos dados biométricos e biográficos e apresentação do recolhimento de taxas e demais documentos listados no anexo da Portaria nº 1.351/2014 – MJ;

* Caso a documentação apresentada esteja em conformidade com a listagem contida no anexo da mencionada portaria, o estrangeiro será incluído no SINCRE – Sistema Nacional de Cadastro e Registro de Estrangeiros – e o processo será encaminhado para a Divisão de Cadastro e Registro de Estrangeiros – DICRE/CGPI/DIREX/DPF, visando à confecção da Cédula de Identidade de Estrangeiro – CIE;

* Caso a documentação esteja divergente ou incompleta, o estrangeiro será notificado no momento do atendimento com prazo de 10 (dez) dias para retificação ou complementação do processo;

* Nos casos em que não seja possível avaliar os documentos durante o primeiro atendimento, a Polícia Federal notificará o estrangeiro em até 30 (trinta) dias para retificação ou complementação do processo, dando-lhe prazo de 10 (dez) dias contados do recebimento da notificação para saneamento;

* Caso a retificação ou complementação sejam suficientes para atender à listagem elencada no anexo da Portaria do Ministério da Justiça, a Polícia Federal registrará o estrangeiro e encaminhará o processo para a DICRE visando à confecção da CIE;

* Caso o estrangeiro não se manifeste ou a documentação apresentada não esteja em conformidade com o anexo, a Polícia Federal encaminhará o processo à Divisão de Permanência do Departamento de Estrangeiros do Ministério da Justiça (DPE/DEEST/SNJ/MJ) para decisão.

* O estrangeiro deverá retornar a Polícia Federal em até 60 (sessenta) dias para receber a CIE ou conhecer sobre o andamento do processo, caso não seja notificado para comparecer em prazo menor.

* As notificações aos estrangeiros serão realizadas pessoalmente, por carta com aviso de recebimento, meio eletrônico ou por qualquer outro meio admitido pela legislação, nos termos do artigo 8º do Decreto 6.932/2009.

Informação sobre isenção de taxas:

DECRETO Nº 6.771, DE 16 DE FEVEREIRO DE 2009: Prevê que os cidadãos dos países membros da CPLP - Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, organização internacional formada por Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, estão isentos do pagamento de taxas e emolumentos devidos na emissão e renovação de autorizações de residência, com exceção dos custos de emissão de documentos. Isso significa que não há necessidade do pagamento de taxa de pedidos de prorrogação de prazo de estada, permanência ou registro de estrangeiro, sendo devido somente o pagamento de taxa de emissão de carteira de estrangeiro, quando aplicável.

Lista de documentos: (Anexo da Portaria MJ 1351/2014)


1 - Pedido de permanência com base em prole brasileira

2 - Pedido de permanência com base em casamento

3 - Pedido de permanência com base em reunião familiar

4 - Pedido de permanência com base em união estável

5 - Pedido de transformação Acordo Mercosul



Departamento de Polícia Federal


SERVICOS.DPF.GOV.BR

giovedì 27 novembre 2014

I titolari di parcheggio sono legalmente responsabili per danni o furti subiti dai veicoli stazionati .

Normalmente ao deixarmos o carro em estacionamentos pagos ou não, nos defrontamos com avisos dizendo: “Não nos responsabilizamos por objetos deixados no interior do veículo.”

Mas, responsabilizam-se sim!


Os estabelecimentos fazem isso como uma manobra, uma forma de induzir o consumidor menos informado a não questionar, trata-se de uma prática abusiva.

Por isto, com este artigo desejo levar esta informação ao maior número de pessoas, consumidores, acerca de seus direitos.

Primeiramente, tal questão já é respondida simplesmente pela súmula 130 do STJ, que resolve as controvérsias acerca da existência ou não da responsabilidade do estabelecimento, pelos veículos que permanecem em seus estacionamentos, dizendo: "A empresa responde, perante o cliente, pela reparação de dano ou furto de veículo ocorridos em seu estacionamento".

Desta forma, a responsabilidade existe. O estabelecimento responsável, seja ele supermercado, shopping, ou qualquer outro estabelecimento que forneça o serviço de guarda de veículos, tem o dever de guarda e vigilância sobre os veículos ali estacionados, respondendo, por indenização em caso de furto ou roubo.

Sendo assim, são nulas as cláusulas que busquem afastar ou mesmo atenuar a responsabilidade do dono do estacionamento, em conformidade com o artigo 25 do Código de Defesa do Consumidor, que diz: “É vedada a estipulação contratual de cláusula que impossibilite, exonere ou atenue a obrigação de indenizar prevista nesta e nas seções anteriores”.

Destarte, independentemente da afixação dos avisos nos estacionamentos avisando da não responsabilidade pelos veículos ou por bens no interior do veículo, que são todos nulos, existe sim o dever de indenização.

Outrossim, destaco, ainda, que o fato de o estacionamento ser gratuito não o exime da responsabilidade sobre os danos sofridos. Pois, servindo o estacionamento se não exclusivamente, mas principalmente à este estabelecimento, de modo que o proveito econômico na utilização do estacionamento lhe é aferido, de modo que oferece ao seu consumidor o conforto de que ali pode estacionar, atraindo-o, advém então o dever em indenizar.

Caso ocorra com você, a orientação é que procure uma delegacia mais próxima e registre um boletim de ocorrência. Tenha em mãos o horário de entrada e saída, pois estas informações provam que seu automóvel ficou sob a responsabilidade da empresa no período da ocorrência do dano. É fundamental que guarde o recibo ou ticket do estacionamento, para comprovar a culpa do estabelecimento.

Normalmente o estabelecimento se recusa a indenizar o consumidor ou tenta um acordo sobre o valor a ser ressarcido, mas em caso de discordância, o consumidor deve recorrer às entidades de defesa ao consumidor e à Justiça.


Fonte : Jusbrasil

sabato 22 novembre 2014

Dilma scegli la sua equipe economica : Joaquim Levy sostituisce Guido Mantega al "Ministerio da Fazenda "


A presidente Dilma Rousseff já escolheu os principais integrantes de sua equipe econômica no segundo mandato. Fontes do Palácio do Planalto informaram nesta sexta-feira que o ex-secretário do Tesouro Nacional Joaquim Levy vai comandar o Ministério da Fazenda.

Já o ex-secretário executivo da Fazenda Nelson Barbosa irá para o Planejamento, e Alexandre Tombini permanecerá no Banco Central (BC). O senador e candidato derrotado ao governo de Pernambuco Armando Monteiro (PTB) vai para o Desenvolvimento, e a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) deverá ficar com a Agricultura.

Levy, atual diretor da Bradesco Asset Management, foi a alternativa sugerida a Dilma pelo presidente do Conselho de Administração do Bradesco, Lázaro Brandão, depois que o presidente do banco, Luiz Carlos Trabuco, declinou, por duas vezes, o convite para ocupar a pasta.

Trabuco era a primeira opção do Planalto e tinha um grande apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas não aceitou o convite em função de questões societárias e sucessórias que teriam que ser resolvidas no Bradesco.

Ele é visto como o sucessor natural de Brandão na instituição. Lula também tentou emplacar o nome do ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles para a Fazenda, mas Dilma disse não.
Levy, que comandou o Tesouro quando Antonio Palocci era o ministro da Fazenda, foi apontado como alternativa para resgatar a credibilidade da política fiscal. Ele ajudou a executar o ajuste realizado nos primeiros meses do governo Lula, em 2003.

Para Mário Mesquita, sócio do Banco Brasil Plural e ex-diretor do BC, a escolha de Levy aumentará a credibilidade do governo na área:

— O nome dele é excelente, tem uma formação muito boa e experiência focada no fiscal.

Fonte : O Globo