Home Vivere in Brasile La pioggia mette in ginocchio Salvador

La pioggia mette in ginocchio Salvador

2
0
CONDIVIDI

Salvador amanheceu com mais um dia de chuva forte marcado por mais de uma centena de deslizamentos de terra, registrados até 13h40 deste sábado, 9, pela Defesa Civil de Salvador (Codesal). Foram exatamente 128 deslizamentos de terra em várias regiões da capital sendo, ao todo, 223 solicitações entre deslizamentos de terra, desabamento de imóveis e árvores caídas. A maioria dos estragos aconteceu nos bairros de Sussuarana, Cajazeiras e Subúrbio Ferroviário.Por pouco, uma tragédia não aconteceu na Rua de Deus, em Paripe. Um trecho de cerca de 500 metros de extensão por 1,2 mil metros de largura desmoronou no local causando a destruição de redes de água e esgoto, afundamento de pista, queda de postes de iluminação, além de mais de 30 imóveis destruídos. Este desastre foi um dos mais graves ocorridos nos últimos dias e aconteceu por causa do excesso de água no solo de massapê da região. Os moradores, que foram retirados por técnicos da Codesal nesta sexta-feira, estão alojados temporariamente no prédio da associação comunitária.Outros nove imóveis desabaram, três apenas no bairro de São Marcos, na Rua Baixa Fria. Segundo a Codesal, ninguém ficou ferido. Os demais desabamentos ocorreram na Sete Portas, em Sete de Abril, Cosme de Farias, Praia Grande, Castelo Branco e Plataforma.Mais 20 imóveis ameaçam desabar em diversos pontos da capital, além de 21 localidades que apresentam ameaças de deslizamento de terra.Seis árvores caíram nos bairros de Nazaré, Cabula, Pernambués, Uruguai, Jardim Nova Esperança e Paripe. Parte da Avenida Antônio Carlos Magalhães, sentido Paralela, foi bloqueada pela manhã por causa de uma árvore que caiu nas imediações do Hiperposto. O trânsito ficou congestionado da saída do Itaigara até o local da ocorrência e motoristas informaram que semáforos estavam desligados na região. Segundo a Superintendência de Trânsito e Transportes do Salvador (Transalvador), outras vias também estão interditadas por causa das chuvas. O trânsito no Vale do Ogunjá permanece interrompido no sentido Bonocô e o acesso da Avenida Centenário à Avenida Garibaldi também segue bloqueado. Na Estrada da Rainha e na Rua Santos Dumont, no Comércio, há interdição parcial.  Mau tempo – O tempo deve continuar chuvoso durante todo o fim de semana, segundo o Instituto Nacional de Metereologia (INMET). A previsão é de céu nublado em toda a Bahia, com pancadas de chuva no Recôncavo e Nordeste do estado, além de chuvas isoladas na Chapada e na região Cacaueira. Na capital, as chuvas devem continuar até segunda-feira, 11, com temperatura variando entre 21°C e 28°C.
Das 21h de sexta até às 9h de sábado, o Inmet registrou na 4ª região, em Ondina, um total de 30.6 milímetros de chuva, deixando o acumulado do mês em 248.8 milímetros. Já no Subúrbio Ferroviário, durante o mesmo período, o índice pluviométrico chegou a 118.1 milímetros, totalizando 406 milímetros nos 9 primeiros dias do mês de maio, na região.Solidariedade – A Secretaria Municipal do Trabalho, Assistência Social e Direitos do Cidadão (Setad) recebe neste sábado, 9, e domingo, 10, doações para os desabrigados pela chuva que assola a capital há cinco dias. Os interessados em colaborar devem se dirigir ao galpão 10 da Codeba (Companhia das Docas do Estado da Bahia), no Porto de Salvador, no bairro do Comércio, das 8h às 18h. Os itens de maior necessidade são alimentos não-perecíveis, roupas e cobertores. Segundo dados da Setad, cerca de 140 famílias ficaram desabrigadas desde o começo das chuvas, na última terça-feira, 5.
Fonte : A tarde on line  

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here