Home Vivere in Brasile Guerra commerciale tra Brasile e Stati Uniti

Guerra commerciale tra Brasile e Stati Uniti

1
0
CONDIVIDI

Il Governo Brasiliano è passato dalle parole ai fatti ed ha risposto ai sussidi concessi da Washington ai produttori di cotone americano aumentando in maniera significativa le tasse di importazione di oltre 100 prodotti nordamericani , tra cui anche il grano .

L’autorevole Financial Times parla a tale proposito di rischio di una vera e propria guerra commerciale .

O site do jornal “Financial Times” afirmou que o Brasil pode estar arriscando “uma guerra comercial com os EUA” com a decisão de aumentar as taxas de importação sobre cerca de 100 produtos norte-americanos, em resposta aos subsídios concedidos por Washington ao algodão.


De acordo com o jornal, o assunto será abordado pelo secretário de Comércio dos EUA Gary Locke e por Michael Froman, assessor de segurança nacional, que deverão chegar ao Brasil nesta terça-feira.

O “Financial Times” afirma que o Brasil está aberto para novas negociações, mas que elas precisarão passar pelo subsídio do algodão. O jornal também diz que uma das possibilidades de negociação pode envolver a transferência de tecnologia norte-americana aos produtores de algodão brasileiros.

“Não está claro qual a margem de manobra que os funcionários americanos têm”, diz o “Financial Times”. A mudança no programa de subsídios exigiria alterações nas leis agrícolas e uma aprovação do congresso nesse sentido seria difícil, afirma.“A única forma de não transformar essa situação em um desastre é oferecer ao Brasil algo significativo”, declarou ao jornal o assessor da empresa Miller & Chevalier, Jon Huenemann.Segundo o Conselho Nacional do Algodão dos EUA, “as últimas ações do Brasil estão impondo prejuízo injustificado aos interesses brasileiros e americanos em tempos de dificuldades econômicas para todos”, de acordo com a reportagem do “Financial Times”.DecepçãoNesta segunda-feira, os EUA manifestaram sua “decepção” com a decisão do Brasil de aumentar as taxas de importação.Segundo Nefeterious McPherson, porta-voz do gabinete do Representante Comercial, “estamos decepcionados com o anúncio das autoridades do Brasil sobre medidas contra o comércio americano na disputa envolvendo o algodão junto à OMC [Organização Mundial do Comércio]”.McPherson destacou que o governo de Barack Obama “trabalha para encontrar uma solução sem a necessidade de que o Brasil recorra a estas medidas”. “Continuamos preferindo uma solução negociada.”O governo brasileiro publicou hoje a lista de produtos com os quais pretende retaliar os Estados Unidos em até US$ 591 milhões. A lista traz, principalmente, produtos de luxo, como cosméticos, eletrodomésticos e veículos, além de muitos alimentos.Na semana passada, o chanceler Celso Amorim informou que a retaliação teria início em abril, abrindo uma janela para tentar resolver o tema por meio de negociação. O Brasil foi autorizado em dezembro passado pela OMC a aplicar medidas compensatórias contra os Estados Unidos de US$ 830 milhões ao ano devido aos subsídios americanos à produção de algodão.

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here

*