mercoledì 8 dicembre 2010

Taxa di juro inalterata nell'ultima riunione del COPOM


L'ultima riunione del Comitato di Politica Monetaria del Banco Centrale , tenutasi oggi 8 Dicembre , ha confermato le previsioni di mantenimento del Tasso di interesse al 10.75 % .

Resta in piedi ancora l'ipotesi di aumento nel corso del 2011 al 12,25% con una riduzione solo a partire dal 2012 .


Con il Tasso di interesse mantenuto a questi livelli non potrà arrestarsi il flusso di dollari dall'estero e pertanto questo fatto farà ulteriormente crollare il cambio $/R$ .


O Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) decidiu, por unanimidade, manter novamente a taxa básica de juros em 10,75% ao ano. Essa foi a última reunião do Copom no governo Lula e sob o comando de Henrique Meirelles, que deixa a presidência do BC no fim do mês.

A maioria dos economistas já esperava a manutenção dos juros. A aposta do mercado financeiro é que a taxa básica voltará a subir na próxima reunião do Copom, no dia 19 de janeiro. Os economistas esperam ainda mais dois aumentos, em março e abril, elevando a taxa para 12,25%. Os juros só voltariam a cair em 2012.

O BC já sinalizou que, como a crise do PanAmericano foi resolvida sem causar impacto no mercado de crédito, haveria espaço para voltar a subir os juros.

Além disso, novos números divulgados sobre a inflação mostraram que o índice oficial de preços (IPCA) está cada vez mais distante do centro da meta de 4,5%.

A manutenção dos juros deixa o Brasil no topo do ranking das maiores taxas do mundo. Isso contribui para atrair mais dólares para o país e derrubar a cotação da moeda

Na sexta-feira (3), o Banco Central anunciou uma série de medidas para reduzir o ritmo de aumento do crédito e intensificar o processo de desaceleração da economia, a fim de evitar o aumento da inflação.

O último boletim Focus divulgado pela autoridade monetária mostrou que o mercado elevou a previsão para o IPCA neste ano pela 12ª semana consecutiva, passando de 5,72% para 5,78%.




Nessun commento:

Posta un commento

Lasciate qui un vostro commento