Home costo della vita La benzina a Natal a 3 R$ al litro . Tutti a...

La benzina a Natal a 3 R$ al litro . Tutti a piedi !!

10
9
CONDIVIDI


La benzina ( si fa per dire benzina ) ha raggiunto a Natal il prezzo ignobile di 3R$ al litro . La risposta alla rivolta della popolazione concretizzatasi la scorsa settimana nella Audienza Pubblica alla Camera Municipale di Natal dove ci si lamentava per la mancanza di concorrenza tra i distributori e dell’ultimo aumento a 2,8 R$ al litro non si è stata quella sperata .

Aumento da ieri a 3 R$ al litro in tutti i distributori .

Considerando che con un litro io ci faccio non più di 9 chilometri ed una Punto Economy non più di 14 chilometri senza aria condizionata potete immaginare quanto costa spostarsi .Vivere in Brasile ? Si ma a piedi per favore … e di havaianas che sono ancora le calzature più economiche dopo la pelle .


Os natalenses se depararam com uma novidade nada agradável ontem: mais um aumento no preço dos combustíveis nos postos da cidade. A gasolina, que antes custava ao consumidor em média R$ 2,77, ontem era encontrada por até R$ 2,99 nos postos da capital, um aumento de 7,94%. O novo valor coloca Natal como a capital com a gasolina mais cara do Nordeste, empatada com São Luis, no Maranhão. Já o etanol passou de R$ 2,26 para R$ 2,57, reajuste de 13,72% – o que também coloca Natal como detentora do preço mais alto da região. Um dos fatores que vem sendo apontado como explicação para o reajuste dos combustíveis é o aumento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) sobre a gasolina comum, reajustado em 2% pelo governo estadual no último dia 29 de março através da autorização de uma lei aprovada pela AL.


Etanol sofreu aumento de 13,72% e não é vantajoso para o consumidor. Preços pegaram consumidores desprevenidos Foto:Eduardo Maia/DN/D.A Press

De acordo com informações do site da Agência Nacional do Petróleo (ANP) o preço do combustível nas distribuidoras sofreu um pequeno aumento,passando de R$ 2,26 na semana de 6 a 12 de março para R$ 2,30 na semana passada. O economista Aldemir Freire explica que nem o aumento do ICMS nem o aumento do preço nas distribuidoras justificam o aumento repassado ao consumidor natalense. “Na verdade os donos de postos fizeram uma recomposição da margem de lucro dos estabelecimentos”, disse o economista.

Para se ter uma ideia do impacto do aumento dos combustíveis no bolso do consumidor basta comparar quanto se gastava para encher o tanque de gasolina há 3 meses e quanto se gasta hoje. Em janeiro, quando a gasolina custava em média R$ 2,67, para encher um tanque de 50 litros de gasolina comum o consumidor pagava R$ 133,50. Hoje, para encher esse mesmo tanque o consumidor paga R$ 149,50. Uma diferença de R$ 16.

Os constantes aumentos nos combustíveis vêm causando revolta entre os motoristas natalenses. O consultor de vendas José Carlos Pauxis, 42, disse se sentir afrontado tendo que pagar R$ 2,99 por um litro de gasolina. “Aonde vamos parar? Não existe motivo para mais esse aumento dos combustíveis. Ou nós somos muito ricos ou somos muito burros para continuar engolindo esses abusos sem fazer nada”, disse. A mesma sensação tomava conta do professor Aldair Rodrigues, 30, que abastecia seu carro na tarde de ontem. “Está ficando cada vez mais difícil ter um carro em Natal. Esse aumento é abusivo. Há pouco tempo a gasolina custava R$ 2,66 e agora já está em R$ 2,99. Parece que não tem fim a ganância desses empresários”, disse.

Os funcionários dos postos preferiram não comentar os aumentos, mas uma gerente, que pediu para não ser identificada, afirmou que não foi informada pelo patrão das razões que teriam levado ao aumento do combustível. “Cheguei aqui hoje e o preço já era outro”, disse.

Os consumidores utilizaram a internet para demonstrar sua insatisfação com os aumentos dos combustíveis e na tarde de ontem este era um dos assuntos mais comentado no microblog Twitter, com a hashtag #combustívelmaisbaratojá.

Margem de lucro

No dia 24 de março a Câmara Municipal de Natal realizou uma audiência pública, proposta pelo vereador Julio Protásio, para discutir os constantes aumentos dos combustíveis na cidade e a padronização dos valores em grande parte dos postos da capital, o que pode caracterizar a formação de um cartel. Na ocasião, o assessor jurídico do Sindicato do Comércio varejista de Derivados de Petróleo do RN (Sindipostos), Eduardo Rocha, afirmou que a margem de lucro dos donos de postos potiguares é de 23% na gasolina, 19% no etanol, e 14% no diesel.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo gabinete do vereador Julio Protásio com base nos dados coletados pelo Procon Municipal e pela ANP, o RN ocupava, na época da audiência, o terceiro lugar no ranking da gasolina mais caras do Nordeste, atrás apenas de Alagoas e Bahia. Para o economista Aldemir Freire, será fácil para o RN se tornar líder desse ranking após este último aumento. “Só poderemos fazer essa análise daqui a uma semana, mas com esse aumento de hoje é bem provável que o nosso estado passe a ter a gasolina mais cara do NE”.


Booking.com

9 Commenti

  1. beh, non so come siano gli stipendi li, ma 2,99R$ corrispondo a 1,30 euro. COnsidera che da noi la Benzina viene 1,50 al litro. Direi che il Brasile risulta ancora conveniente……chissà ancora per quanto!

  2. Caro Anonimo

    purtroppo per noi residenti ti sbagli . La benzina che viene venduta in Brasile è addizionata con alcool ed il risultato si vede nel fatto che una utilitaria che da noi fa 20 al litro qui non arriva a 12-14 . Pertanto a parità di rendimento il vero costo della benzina è poco meno di 2 euro al litro .

    Io mi aspetto una brusca frenata nelle vendite delle automobili in futuro o quantomeno uno spostamento su modelli più parsimoniosi .

    Saluti

  3. In effetti il caro benzina sta diventando eccessivo in Brasile, specialmente a Salvador dove l'uso dell'auto è fondamentale data anche l'estensione e la conformazione della città.
    D'altro canto l'uso delle due ruote lo sconsigliano tutti per il rischio incidenti.
    Mi sembra di aver letto proprio in uno dei tuoi articoli che l'auto brasiliana più parsimoniosa sia la Fiat Mille (ex Uno), forse potrebbe essere questa la soluzione per alleviare il problema. Facciamoci tutti una bella Uno usata!
    abraço
    Marco

  4. Fl@vio
    Infatti, come scrive Antonio, la benzina costa più in Brasile che in Italia. L'alcool evapora per chi non lo sa e, nella benzina, qui, c'è il 26 per cento di etanolo.

    Io credo che il mercato dell'auto abbia ancora spazio per espandersi poiché possedere un'auto è edonisticamente corretto. Qui da me il parco automobilistico è triplicato in 10 anni e ci sono ancora tanti "Peão" con carretti e muli che si prefiggono di sostituirli con cavalli nel cofano. Il prezzo della benzina è relativo. Anche in Italia si ha l'auto e non la si usa poiché non si hanno i soldi per il carburante.

    Il fatto è che qui non esistono piste ciclabili (complimenti a Natal che ha una pista da Reis Magos a Ponta Negra; 10 km?) e nessuno rispetta i ciclisti. Io pedalo.

  5. A proposito di macchine vorrei chiedervi visto che siete tutti di Natal e dintorni cosa mi consigliate visto che devo regolarizzare la mia patente prima di venire a Natal.
    Ho letto da alcuni che è meglio fare la patente internaz. qui in Italia, da altri che una volta arrivati si può fare una copia autentificata e tradotta in motoriz. li a Natal e cmq entrambe hanno validità 6 mesi. Vorrei chiedervi anche una volta ottenuto il permesso di s.permanente c'è da rifare la patente … ma basta la visita medica, psicolog.,e prova di guida o bisogna rifare anche la prova scritta ? grazie

  6. Scusa anto ho dimenticato di firmarmi …sono andrea (andrè)… e a Natal ci vengo a stare da residente … da vedere poi se rimarrò tale o diventerò aimè un fortunato turista nel senso che ci starò per diversi mesi …ma poi tornerò in Italia … 🙂 sperando di rimanere a lungo in questa bellissima città vorrei essere sicuro di come funziona e sentire più campane possibili
    Considero cmq la tua molto autorevole.
    ciao e grazie

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here