martedì 8 novembre 2011

Natal riceverà 1.4 miliardi di investimento per la Copa 2014


L'articolo che segue snocciola una serie di dati sulla quantità di soldi che si prevede gireranno intorno alla Copa 2014 in tutto il Brasile . Per gli amanti della lingua portoghese riporto la materia in lingua originale . La foto in basso invece ritrae l'attuale stato di demolizione dello Stadio Machadao di Natal . Lo Stadio sta essendo demolito con mezzi puramente meccanici , senza esplosivi per intenderci , ed il materiale di risulta , ferro e cemento integralmente riutilizzato . Io passo quotidianamente per il cantiere e devo ammettere che non  c'è traccia evidente di polvere fuori dell'area recintata e , cosa più importante , non ci sono mezzi pesanti che trasportano residui fuori dello scavo : tutto è fatto internamente : parabens !




A perspectiva do empresariado do Brasil é que o país consiga gerar com o advento da Copa do Mundo de 2014 e da Olimpíada de 2016, algo em torno de R$ 5 bilhões em negócios. Pensando em fazer o país capitalizar em cima desses megaeventos esportivos é que no início do próximo ano será dada a largada ao empreendimento Word Sports e Business, um projeto que tem como finalidade ajustar a sintonia do empresariado nacional com o pensamento dos grandes investidores internacionais, que estão enxergando oportunidades para realização de bons negócios neste momento ímpar por que passa o país. A expectativa é que a cidade de Natal absorva R$ 1,4 bilhão em investimentos, do montante previstos para ser injetado no Brasil.

A ideia é conectar todos os públicos e otimizar as oportunidades geradas com investimentos na ordem de R$ 142 bilhões que serão injetados na economia brasileira até 2014,de acordo com dados do estudo Brasil Sustentável, realizado pela consultoria Ernest & Young em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Os dados apresentados no levantamento apontam que com a dinamização da economia serão criados, por ano, até a realização da Copa, 3,6 milhões de empregos diretos e indiretos no país.
Com a experiência acumulada na preparação da Copa do Mundo da Alemanha e da África do Sul o HBusiness Bank (HBB) promoverá uma grande feira em setembro de 2012, no Hipódromo da Gávea, no Rio de Janeiro, destinada a apresentação de produtos e serviços das empresas e de setores de infraestrutura, serviços básicos e negócios do futebol, abrindo espaços para que representantes das 12 sub-sedes do Mundial apresentem seus projetos e demostrem para os investidores internacionais os tipos de oportunidades que estão dispostas a oferecer.

A estimativa é que apenas para garantir a infraestrutura e a organização da Copa do Mundo sejam gastos R$ 22,4 bilhões. Adicionalmente a competição deve injetar na economia nacional outros 112,8 bilhões com produções em cadeia e efeitos indiretos e induzidos em setores como a construção civil, turismo e comércio.

Também não é apenas a entrega de modernos estádios que está sob a responsabilidade das cidades-sedes, todas necessitam de grandes investimentos e reestruturação nas áreas de mobilidade urbana, na hotelaria, reurbanização e segurança, o que abre um leque imenso de negócios para os investidores internacionais. O leque abrange ainda o aprimoramento da base de tecnologia de informação, centros de mídia, transmissão de jogos e instalação e dos fan parks.

Fonte Tribuna do Norte

Nessun commento:

Posta un commento

Lasciate qui un vostro commento