venerdì 2 marzo 2012

Gli USA sospendono un ordine di $355 milioni a Embraer



O governo brasileiro manifestou oficialmente "surpresa" com a suspensão americana da compra de 20 aviões militares A-29 Super Tucano, produzidos pela brasileira Embraer. O contrato feito pela Força Aérea dos EUA era de US$ 355 milhões. A justificativa dos americanos foi a de que havia problema com documentação.

"O Governo brasileiro recebeu com surpresa a notícia da suspensão do processo licitatório de compra de aviões A-29 Super Tucano pela Força Aérea dos Estados Unidos, em especial pela forma e pelo momento em que se deu", diz um trecho de uma nota divulgada no início da noite desta quinta-feira pelo ministério de Relações Exteriores. "(O governo) considera que esse desdobramento não contribui para o aprofundamento das relações entre os dois países em matéria de defesa", acrescenta a nota, que reitera que o "governo brasileiro continuará a manter diálogo com as autoridades norte-americanas sobre o assunto".


O Brasil também está com um processo de compra de aviões militares suspenso por causa do corte orçamentário. O projeto prevê a compra inicial de 36 caças e exige transferência de tecnologia. A americana Boeing é uma das concorrentes e oferece o modelo F-18 Super Hornet. Ele é finalista e concorre com o Rafale, da francesa Dassault, e com o Gripen NG, da sueca Saab. O negócio é estimado em R$ 10 bilhões, segundo estimativas.

Nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro, o subsecretário de Estado americano, William Burns, assegurou em entrevista coletiva que o negócio está mantido. Ele será recebido amanhã pelo chanceler brasileiro, Antonio Patriota, que vai discutir o tema com Burns.


Fonte : Terra.com

Nessun commento:

Posta un commento

Lasciate qui un vostro commento