venerdì 16 marzo 2012

Il Brasile limita le esportazioni di auto dal Messico

Il Brasile sospende gli accordi di libero commercio in tema di automobili con il Messico per un periodo di tre anni . L'accordo è sostituito da quote programmate . Evidente la pressione della lobby della industria automobilistica brasiliana .





Nelle foto sono riportati alcuni dei modelli di auto prodotte in Messico ed esportate in Brasile . Tra questi si riconoscono la FIAT 500 , il CRV Honda , il CAPTIVA della Chevrolet , la nuova Nissan March , la FORD  Fusion . 
Le esportazioni messicane superavano oramai quelle brasiliane da alcuni anni e questo in unione alla crisi economica europea ha generato preoccupazione nei costruttori locali che hanno esercitato non poche pressioni affinchè fosse rivisto l'accordo di libero mercato con il Messico . 
O Brasil concluiu as negociações com o México para limitar a importação de carros, modificando um acordo que vale desde 2002 e que, nos últimos anos, tem registrado saldo altamente favorável ao México.

De acordo com nota divulgada pela Secretaria de Economia do México, as mudanças valem por três anos e estabelecem cotas anuais.

A decisão foi tomada em reunião nesta quinta-feira (15), na Cidade do México, entre o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota, e representantes do governo mexicano.

No ano passado, as exportações mexicanas superaram das brasileiras em cerca de US$ 1,5 bilhão.

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior brasileiro chegou a informar ao G1, por volta das 19h50, que o acordo havia sido fechado. Trinta minutos depois, disse que não poderia confirmar o fechamento. Mas o anúncio já está no site da Secretaria de Economia mexicana.

Segundo a nota, foram estabelecidas 3 cotas para importação de carros: de US$ 1,45 bilhão para o primeiro ano; US$ 1,56 bilhão para o segundo; e de US$ 1,64 bilhão para o terceiro. Após os 3 anos, voltam a valer as regras atuais, de livre comércio, afirma o governo mexicano


Fonte : O Globo

Nessun commento:

Posta un commento

Lasciate qui un vostro commento