Home News Balena morta si arena sulla Praia di Santa Rita

Balena morta si arena sulla Praia di Santa Rita

9
0
CONDIVIDI

La praia di Santa Rita si trova lungo il litorale Nord di Natal . La balena  della famiglia Jubarte sarà sotterrata questo pomeriggio a cura dalla Prefettura di Extremoz . L’animale era già morto da una settimana quando si è arenato ed era privo della coda e della testa . Possibili cause della morte lo scontro con l’elica di una imbarcazione o una malattia .

A baleia jubarte fêmea, de nove metros de comprimento e aproximadamente sete toneladas, foi encontrada morta na noite de sábado. O animal já estava em estágio intermediário de decomposição e sem a cabeça e a cauda. Biólogos que observaram a baleia não têm a confirmação sobre o que causou a morte do animal.
“Como ela já estava morta há a aproximadamente uma semana, já estava em decomposição, não sabemos se a cabeça e o rabo foram arrancadas por uma hélice, por exemplo”, explicou a bióloga Zélia Brito, do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICM Bio), autarquia federal ligada ao Ministério do Meio Ambiente.
A necessidade de enterrar a baleia é, segundo a bióloga, para evitar possível transmissão de doenças durante a decomposição. Por não saber o motivo da morte, que pode ser alguma doença até desconhecida pelos estudiosos, há a necessidade de se enterrar a baleia. De acordo com Zélia Brito, após o enterro, não haverá riscos de contaminação.
“Ela será enterrada na praia, próximo ao local onde está encalhada, mas fora da linha de maré. Será um buraco profundo, por isso a necessidade de um trator. Enterrando assim, não há riscos” garantiu, explicando que a ação vai ocorrer à tarde para que seja realizada durante a maré baixa.
Pedaços do tecido da baleia foram coletados pelo biólogos para que seja realizada a análise laboratorial, que visa descobrir se a baleia morreu devido a alguma doença. As amostras serão estudadas no Rio de Janeiro.
“Nesse período do ano, há várias baleias na nossa costa, que vêm se reproduzir nessa região. Há baleias saudáveis e baleias doentes, e como há um número maior do que o normal, crescem também as chances de que os animais sejam atingidos por embarcações. Vamos analisar o material e tentar descobrir a causa (da
morte)”, explicou.


Fonte : Tribuna da Tarde
CONDIVIDI

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here