giovedì 31 maggio 2012

Inizia la battaglia per il salvataggio della Spagna


Il Fondo Monetario Internazionale sta iniziando a discutere dei piani di contingenza per un eventuale prestito di emergenza alla Spagna, qualora Madrid non riesca a reperire i finanziamenti sufficienti per il salvataggio di Bankia. Lo riporta il sito internet del Wall Street Journal.
Dopo Grecia (tecnicamente fallita), Irlanda e Portogallo (sotto la protezione forzosa del piano di salvataggio europeo che suona come una sorta di amministrazione controllata) il focus è adesso sulla Spagna. I segnali che Madrid rischi un contagio ci sono tutti. Ieri il mercato dei cds (credit default swap, polizze assicurative che coprono dal fallimento del debito di un titoli sottostante) sul debito spagnolo a 10 anni hanno toccato il massimo a 558. Oggi i rendimenti dei Bonos a 10 anni hanno toccato quota 6,69%, riavvicinandosi a quel 7% psicologico considerato da molti il punto di non ritorno (oltre il quale è difficile tornare indietro e scampare dagli aiuti forzosi della Troika Ue-Bce-Fmi). In questo contesto lo spread Spagna-Germania è salito al record di 533 punti mentre il differenziale Italia-Germania è balzato a quota 480.


Intanto, in Spagna è già iniziata la fuga dei capitali. Secondo i dati della Banca centrale spagnola, diffusi oggi, nei primi tre mesi dell'anno sono stati ritirati dalle banche iberiche e portati all'estero 97 miliardi di euro. La somma è pari a circa un decimo del Pil spagnolo.


Fonte : Il sole24ore 

mercoledì 30 maggio 2012

La SELIC al minimo storico : 8,5%

A taxa básica de juros (Selic) foi reduzida pela sétima vez seguida pelo Banco Central e passa de 9% a 8,5% ao ano - o menor valor histórico.

A redução, realizada nesta quarta-feira, está de acordo com as previsões do mercado, que apostavam em uma queda de 0,5 ponto percentual (pp). A mínima já registrada foi de 8,75%, entre julho de 2009 e abril de 2010.
Em nota, o Banco Central informou que o Comitê de Política Monetária (Copom) considera que" neste momento permanecem limitados os riscos para a trajetória da inflação. O Comitê nota ainda que, até agora, dada a fragilidade da economia global, a contribuição do setor externo tem sido desinflacionária. Diante disso, dando seguimento ao processo de ajuste das condições monetárias, o Copom decidiu reduzir a taxa Selic para 8,50% ao ano, sem viés".
O Comitê informou ainda que votaram pela redução da Selic para 8,5% ao ano os seguintes membros: Alexandre Antonio Tombini (presidente do BC), Aldo Luiz Mendes, Altamir Lopes, Anthero de Moraes Meirelles, Carlos Hamilton Vasconcelos Araújo, Luiz Awazu Pereira da Silva e Sidnei Corrêa Marques.

Analistas esperam ainda mais outra redução de 0,5 pp na próxima reunião do Copom do Banco Central. Assim, a Selic ficaria em 8% ao ano. Em 2012, o Copom já reduziu a Selic em mais de 2 pontos percentuais. Para o final de 2013, permanece a expectativa de 9,5% ao ano.

Esta foi a sétima redução consecutiva na taxa básica de juros desde o final de agosto do ano passado, quando a Selic estava em 12,5% e o Copom cortou 0,5 pp, dando início ao processo de afrouxamento da política

Prosegue la fuga dei capitali dall'Italia

Prosegue quasi inarrestabile il deflusso di capitali dall'Italia verso il Nord Europa.
La chiave di volta di una notizia che tiene banco da mesi e che e' stata commentata anche dal premier Mario Monti, trova per la prima volta conferma ufficiale in un passaggio del Bollettino della Banca d'Italia sull'evoluzione "dei saldi del sistema di pagamento Target 2".
Dietro al titolo dell'analisi di certo non accattivante c'e' pero' un dato significativo: gli italiani stanno spostando ingenti masse di denaro dalle banche domestiche a quelle estere. Si tratta di una cifra molto consistente, che a marzo avrebbe toccato 274 miliardi di euro.
Le cifre ufficiali si fermano pero' a dicembre del 2011, quando l'emorragia era da tempo in atto e sfiorava 200 miliardi; a tanto ammonta infatti la "passivita' verso l'Eurosistema" della Banca d'Italia, ovvero tutti i pagamenti, importazioni e investimenti all'estero,del sistema Italia, intermediati dalle banche del Belpaese per via della banca centrale e che diventano un debito nei confronti della Bce, che funge a sua volta da cassa di compensazione finale.

Fonte : WSI

Annullato tradizionale evento del 2 Giugno "Tutti a tavola "



Associação Cultural Ítalo-Brasileira
do Rio Grande do Norte


Festa da República Italiana – 13º Evento “Tutti a tavola!

A comunidade italiana de Natal e do Rio Grande do Norte e seu representante consular se unem ao sentimento de luto e solidariedade que o resto da Itália está manifestando à população da região da Emilia Romagna atingida pelo recente terremoto.
Em consequência disso, achamos oportuno cancelar a 13ª edição de nosso evento “Tutti a tavola!” para comemorar a Festa da República Italiana (2 de junho).

Michele Maisto
Diretor / Presidente
__________________________________________________________________________________

Festa della Repubblica Italiana – 13º Evento “Tutti a tavola!

         La comunità italiana di Natal e Rio Grande do Norte e la sua rappresentanza consolare si uniscono al sentimento di lutto e solidarietà che il resto dell’Italia sta manifestando alla popolazione dell’Emilia Romagna colpita dal recente terremoto.
In segno di rispetto del dolore, riteniamo opportuno cancellare la 13ª edizione del nostro evento “Tutti a tavola!” in commemorazione della Festa della Repubblica (2 giugno).

Michele Maisto
Direttore / Presidente

________________________________________________________________________________________________
Rua Souza Machado, 1034, – Tirol -   59015-080    –  Natal/RN  Brasil
Telefone:             (84) 4141-6437       / 9991-0876               E-mail: madrelingua@supercabo.com.br

Bolla o balla immobiliare ?

Il prezzo al metro quadrato in Natal è uno dei più bassi della regione Nordeste , lo dice uno studio del FIPE pubblicato sulla rivista EXAME. Rispetto alla media nazionale attestata su  R$ 5391 per il nuovo e R$ 5376 per l'usato , i valori della capitale potiguar sono di R$ 3372 per l'usato e R$ 3950 per il nuovo.

Comunque lo studio della FIPE  si basa sulla OFFERTA riportata nelle pagine dei quotidiani ma NON sul reale prezzo di vendita che  , nel caso dell'usato , è nettamente inferiore attestandosi spesso tra i R$ 2000 ed i 2500 al m2 . Il pagamento in contanti  o " a vista " come dicono qui fa miracoli e lo sconto a cui bisogna mirare in questo caso va dal 20 al 30% del valore richiesto . 
Del resto è ovvio in quanto , non avendo la cultura della manutenzione l'immobile usato va quasi sempre ristrutturato e spesso in modo radicale .

Anche sul nuovo non concordo completamente . Si dice che a Petropolis, "area nobre " di Natal   il valore oscilla tra i R$ 5000 ed i 5600 al m2 . Noi abbiamo offerto e venduto appartamenti nuovi a Petropolis per   R$ 2800 al m2 proprio qui sul Blog ( Vedi foto del Ville de France )

In definitiva , pur essendo Natal una delle capitali del Nordeste con il minor prezzo al m2 , io aggiungo che i valori assoluti sono ancora più bassi di quelli pubblicati dallo studio FIPE .

A Natal  la cosiddetta bolla immobiliare è solo una balla . 


O preço do metro quadrado em Natal é um dos mais baixos da região Nordeste. É o que mostra estudo realizado pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômico (Fipe), que analisou o valor do metro quadrado em mais de mil bairros, em 40 cidades, mais o Distrito Federal. A pesquisa foi publicada na revista Exame e mostra que, entre as seis capitais do Nordeste pesquisadas, o valor em Natal para imóveis usados é o segundo menor - R$ 3.372 - e, entre os novos, o menor. O preço médio nesse caso ficou em R$ 3.950. 

A média nacional é 1,5 vez superior à potiguar - de R$ 5.391 para o metro quadrado de imóveis usados e de R$ 5.376, nos novos. A pesquisa mostra ainda que em bairros considerados nobres, como Areia Preta e Petrópolis, o valor atinge os picos e a média para casas e apartamentos novos gira em torno de R$ 5,1 mil a R$ 5,6 mil. Em áreas mais periféricas, como Pitimbu e Pajuçara, é possível encontrar a casa nova com o metro quadrado a partir de R$ 2,8 mil. Representantes de entidades da construção civil e mercado imobiliário concordam que os dados condizem com a realidade no mercado potiguar que deve, segundo as entidades, ter um crescimento médio este ano de 6% - inferior ao do ano passado, quando houve crescimento de 30% no setor, em relação a 2010.

O aquecimento em anos anteriores, afirma presidente do Sindicato da Construção Civil (Sinduscon), Arnaldo Gaspar Júnior, foi devido a políticas de crédito e ao aumento na oferta por meio do programa nacional de habitação Minha casa, Minha Vida, além da melhoria na renda do brasileiro e da alta concorrência entre construtoras nacionais e estrangeiras que se instalaram na cidade. "Ao contrário do que muitos acham o preço em Natal não está supervalorizado, apesar das dificuldades de edificação numa cidade com 40% de área de preservação ambiental", pontua Arnaldo Gaspar Júnior.

O sindicato não dispõe de histórico sobre o preço médio do metro quadrado em Natal, acrescenta o diretor do Sinduscon Carlos Luiz Cavalcante de Lima. Mas a média, segundo ele, deve obedecer os índices Sinape e INP e manter um crescimento equilibrado. "O preço não deve sofrer grandes oscilações e somente em áreas de escassez de terreno permanecer alto".

A retração no crescimento, explica o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci/RN) Waldemir Bezerra, reflete os impactos da crise financeira no setor. "O boom imobiliário que se deu em Natal, até 2008, quando o mercado estava voltado para o capital estrangeiro da segunda residência, cresceu a oferta do produto o que puxou os preços". Contudo, ele lembra que o mercado já adaptou e voltou-se para o público interno. "O crescimento moderado deverá equilibrar o preço", diz Bezerra.

Apesar do endividamento de parte da população, sobretudo da classe C que deve contribuir para que as vendas não tenham o desempenho visto há três anos, o presidente do Sindicato das Imobiliárias do Estado (Secovi), Jailson Dantas espera boas vendas. "Há uma grande expectativa de vendas", afirma. Segundo pesquisa da Consult, a intenção de compra de imóveis entre potiguares é de 33 mil, este ano. Jailson Dantas recomenda aos futuros compradores cautela e pesquisa na hora da compra. "É preciso conhecer a construtora, se segue os prazos, cumpre o acordado, se o valor é condizente com a renda e negociar. O mercado está favorável", disse.

Variação de preços está dentro da média do país, diz Fipe

Não há números para mostrar a evolução do valor do metro quadrado em Natal. A pesquisa da Fipe aponta, entretanto, que a variação está dentro da média nacional, que "apesar das peculiaridades de cada estado não oscilou muito no último ano e corresponde ao crescimento do poder aquisitivo das famílias na região", observa o coordenador da pesquisa Imóveis da Fundação, Eduardo Zylberstajn. "Em Natal, João Pessoa, São Luiz e mesmo Salvador, as médias ficaram bem próximas", acrescenta. Tiveram médias próximas e não ficaram tão distantes de Fortaleza", acrescenta. Em Natal, o metro quadrado para usados ficou em R$ 3.950, enquanto João Pessoa R$ 3.314 , Salvador R$ 3.688 e São Luiz R$ 3.692. É a primeira vez que Natal entra no estudo.

Os dados mostram que no Brasil o mercado imobiliário continua aquecido e caminha para "o ponto de equilíbrio". Isto porque, avalia Eduardo Zylberstajn, apesar da queda na taxa de juros e das linhas de financiamentos para a compra da casa própria, "o crédito parou de melhorar". O crédito somado ao crescimento demográfico e de renda das famílias são apontados como responsáveis pelo crescimento nos últimos anos.

Para a elaboração do estudo de imóveis, a Fipe colheu informações em sites de classificados de imóveis de todo o país, além do Índice FipeZap de Preços de Imóveis Anunciados. Os preços anunciados foram coletados durante todo o mês de março de 2012, sendo que para algumas cidades foram utilizados dados coletados em março e setembro de 2011 para permitir o cálculo da variação em seis e doze meses. Para cada bairro de cada município foi calculado o preço mediano anunciado do metro quadrado, excluindo anúncios repetidos e inválidos. Para os imóveis novos, foram usados o Anuário do Mercado Imobiliário Brasileiro 2011 da divisão de inteligência de mercado da imobiliária Lopes e dados enviados por incorporadoras para a Fipe.


Fonte : Tribuna do Norte 

martedì 29 maggio 2012

Jonnie Walker compra la cachaça Ypioca .

Un'altra marca brasiliana : la Cachaça Ypioca di Fortaleza finisce nelle fauci  di un gruppo anglosassone .Il Gruppo Diageo , già proprietario dei marchi Jonnie Walker e Smirnoff si " beve " anche la storica marca cearense Ypioca .L'industria alimentare brasiliana continua a perdere pezzi dopo la recente vendita della Yoki  alla  General Mills americana .

O grupo britânico de bebidas Diageo anunciou nesta segunda-feira acordo para comprar a fabricante brasileira de aguardente Ypióca por cerca de 300 milhões de libras (US$ 469 milhões), aumentando presença em mercados emergentes enquanto briga por um maior espaço em tequila.

A produtora do uísque Johnnie Walker e da vodca Smirnoff, que tem planos de ter metade das suas vendas em mercados emergentes até 2015, anunciou nesta segunda-feira acordo para comprar a marca Ypióca de sua família controladora, além de parte dos ativos de produção e distribuição da bebida.

A Ypióca é a terceira maior marca do mercado de cachaça e líder de um segmento de rápido crescimento dessa bebida, o premium. A companhia, fundada em 1846 e com sede em Fortaleza, emprega cerca de 3,2 mil funcionários e tem cinco fábricas no país. A cachaça responde por cerca de 80% da indústria brasileira de bebidas destiladas.

“O Brasil é atrativo, um mercado de rápido crescimento para a Diageo com demografia favorável e crescente renda disponível. A aquisição da Ypióca nos dá a marca premium líder na maior categoria local de bebidas destiladas”, disse o presidente-executivo da Diageo, Paul Walsh.

A Diageo, assim como outros grupos internacionais de bebida, tenta se fazer presente em países emergentes para compensar a demanda instável na Europa.

O grupo há muito tempo negocia com a dona da Jose Cuervo para ter uma parte da marca líder de tequila, avaliada em mais de US$ 3 bilhões. Algumas fontes dizem que as negociações esfriaram por causa de problemas relacionados ao controle da marca.

A companhia londrina recentemente investiu em negócios como a Mey Icki (Turquia) e ShuiJingfang (China) para aumentar as vendas nos países emergentes, que atualmente respondem por quase 40% do total da Diageo.

A Diageo disse que a aquisição da Ypióca deve ser neutra para o lucro no primeiro ano de controle e cobrir o custo de capital até o quinto ano após o negócio, o que analistas dizem estar em linha com os negócios recentes. O grupo britânico não deu números exatos de lucro para a companhia brasileira.

“Nós consideramos positivo esse tipo de negócio em países emergentes, dando a liderança em marca premium local e sinergia em distribuição a médio prazo para as bebidas destiladas internacionais da Diageo”, disse a analista do UBS, Melissa Earlam.

Ela estima que a Diageo tenha pago 19 vezes o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) pelo negócio e estima uma margem Ebtida de 25 por cento nas vendas anuais de 60 milhões de libras.

Non trovo le parole

I nodi sistemici della economia brasiliana

Interessante articolo che analizza i potenziali effetti della crisi mondiale con riferimento alle " debolezze " del sistema Brasile quali le infrastrutture , il peso tributario , l'elevato costo del lavoro e la conseguente non competitività delle sue merci .
Che dire , tutto vero . Speriamo che l'aumento dei consumi interni , stimolato dalle recenti manovre del governo aiuti a superare il momento critico prima che gli effetti della crisi mondiale arrivino anche qui . La forte svalutazione del real dovrebbe a questo proposito aiutare le esportazioni .   


A deterioração econômica nos países desenvolvidos e a desaceleração da China revelam com maior nitidez fragilidades antigas da economia brasileira, como a falta de investimentos em infraestrutura e baixa competitividade industrial.
Aliados, esses fatores atravancam uma retomada mais robusta do crescimento, segundo especialistas ouvidos pela BBC Brasil .De acordo com a pesquisa Focus, divulgada nesta segunda-feira pelo Banco Central, os agentes do mercado financeiro revisaram para baixo as previsões de crescimento do PIB em 2012, de 3,09% para 2,99%.
Para os economistas, o Brasil não está imune ao revés causado pela piora da crise financeira internacional. O seu impacto nas contas do país, no entanto, deve ter efeito apenas "comedido".
Para os especialistas, a baixa produtividade e competitividade aliadas a deficiências de infraestrutura constituem alguns dos principais empecilhos para um crescimento mais robusto."É nesse momento que nossos pontos fracos, como uma taxa de investimentos em relação ao PIB ainda baixa, que não foram totalmente mitigados, acabam atravacando nosso crescimento", disse à BBC Brasil Francisco Lopreato, professor de economia da Unicamp, em São Paulo.
"A lógica é simples. Sem estradas de boa qualidade e uma baixa produtividade do trabalhador, o preço dos produtos brasileiros tende a ficar mais caro, perdendo espaço para os importados internamente e sofrendo concorrência acirrada no exterior, o que acaba por afetar nosso crescimento", afirmou Sílvio Campos Neto, economista da Tendências Consultoria .
"A crise internacional tem sua parcela de culpa, mas se tornou um álibi do governo para explicar a letargia da economia", disse.

Reformas

Para os economistas, o Brasil "desperdiçou a oportunidade" de realizar reformas essenciais em meio à bonança econômica durante o último governo. Na ocasião, a economia cresceu a patamares elevados, desafogando, por exemplo, o setor produtivo, que ainda sofre com uma infraestrutura precária.
"Com gargalos logísticos ainda não solucionados, além de problemas crônicos estruturais, como uma elevada carga tributária e uma poupança baixa, o Brasil dificilmente conseguirá manter um crescimento sustentável de sua economia", disse Campos Neto.
Na opinião dos analistas, o país precisa de reformas para aumentar o nível de produtividade e reduzir custos operacionais e no momento atual, de crise nos países desenvolvidos, deverá fazer isso com um fluxo de capital externo agora menor, o que torna o processo mais difícil.O cenário estaria levando investidores a "pisar no freio" com relação aos aportes no país. Por isso, segundo os especialistas ouvidos pela reportagem, o Brasil encontra-se num patamar diferente do que há quatro anos, quando atravessou, sem grandes sobressaltos, o início da crise financeira internacional.


Com as exportações brasileiras afetadas pela queda no preço internacional das commodities e o consumo interno com menor espaço para crescer devido a níveis mais altos de endividamento das famílias e inadimplência, o país teria agora sua "capacidade de manobra" reduzida para ensaiar uma retomada da economia.Analistas também destacam a pauta limitada de exportações brasileiras, compostas sobretudo por commodities de baixo valor agregado, como soja e carne.

Grécia e China

Além das incertezas trazidas pela crise europeia, sobretudo com o risco de saída da Grécia da zona do euro, outro fator de grande preocupação para o Brasil é a desaceleração da China.
A China é o principal parceiro comercial do Brasil e o principal comprador de commodities brasileiras. A alta nos precos e a voracidade chinesa explica, em grande parte, o crescimento registrado na economia nacional nos últimos anos.
Para contornar a baixa no comércio internacional e a queda nas exportações, o governo tem adotado várias medidas para estimular o consumo e impulsionar o crescimento.
Na última semana, foi anunciada uma redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para automóveis, em até sete pontos percentuais, dependendo do tipo e da cilindrada do veículo.
O governo também reduziu o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para o crédito ao consumo e liberou compulsórios dos bancos com vistas a estender e baratear as linhas de financiamento.


sabato 26 maggio 2012

Un viaggio a Natal e dintorni

Ho ritrovato sul sito Turistipercaso.it questa descrizione di Natal e dintorni con info ancora oggi valide . Lo propongo sperando di rispondere così ai tanti amici che mi chiedono cosa ci sia da visitare  a Natal .

Con un volo TAP Milano-Lisbona-Natal siamo giunti nella capitale dello stato del Rio Grande do Norte: Natal dove  abbiamo soggiornato al bellissimo Serhs Grand Hotel situato sulla lunga spiaggia della Via Costeira (10 km), davanti al Parque das Dunas.

L’hotel è dotato di piscine, centro benessere, centro congressi, 5 ristoranti con ottima cucina locale ed internazione ed ogni amenità; le camere sono curatissime e confortevoli, così come le aree comuni. La splendida vista sull’oceano e su Natal gli fanno meritare davvero tutte e 5 le stelle! Natal è famosa per il suo mare, ma è anche ricca di luoghi di interesse storico, come il Forte Dos Reis Magos del XVI secolo, la cattedrale di Nossa Senhora da Appresentaçao, il convento di Sao Antonio, il teatro liberty e l’ex penitenziario in stile neoclassico, ora centro per l’artigianato.

Il punto forte di Natal sono però le spiagge: Ponta Negra è la più famosa e frequentata da tanti turisti e dai locali; è lunga alcuni km ed è nota per la duna di sabbia bianca alta 120 m, il Morro Do Careca, che taglia a metà la collina di foresta e si getta in mare.

Questa baia offre acque calme, ma subisce l’effetto delle maree per cui si allarga e si restringe nelle varie ore della giornata.


I primi km del lungomare di Ponta Negra sono un susseguirsi di baracas - rudimentali chioschi bar - ristoranti ed abitazioni basse, mentre i km successivi sino alla Via Costeira lasciano il posto ai grandi hotel ed ai palazzi residenziali.Il litorale prosegue con la lunghissima Praia da Barrera D’àgua, dove sorgono i più begli hotel di Natal, poi Praia de Areia Preta, piena di bar e locali notturni con musica dal vivo fino a tardi, Praia dos Artistas, preferita dai surfisti per le sue acque mosse, ed infine Praia do Meio e Praia do Forte, proprio di fronte al Forte dos Reis Magos In ogni spiaggia è possibile noleggiare lettini e ombrelloni per pochi R$, ed anche tavole da surf e body board; qui infatti lo sport più praticato è proprio il surf: tutti cavalcano le onde.

Lungo la spiaggia poi transitano tutto il giorno gli ambulanti, che dai loro carrettini vendono bibite, gelati, spiedini e frutta, oltre che i tipici bikini brasiliani, parei e souvenir.

Durante la nostra settimana di soggiorno, abbiamo intervallato giornate in spiaggia, tra bagni, beach volley e surf, con un po’ di shopping nei centri commerciali nei pomeriggi di pioggia (il Praia Shopping ed il Natal Shopping Center) ed alcune escursioni lungo la costa.

Vi sono diverse agenzie turistiche che organizzano escursioni; le più note sono Criand Brasil, Marazul e Ponta Negra Buggy; inoltre sulla passeggiata di Ponta Negra si trovano diversi chioschi che propongono escursioni sulla costa.

La nostra prima escursione è stata lungo la costa Nord: passando per Praia Redinha, che sorge ai margini del Rio Potengi, ed il villaggio di Santa Rita, abbiamo raggiunto Genipabù, famosa per le sue dune mobili sulle quali ci siamo avventurati con il nostro buggeiro credenciado, un autista di buggy autorizzato che ci ha fatto inerpicare sulle dune più alte per poi scendere a rotta di collo, facendo curve paraboliche che sfidavano la forza di gravità.

A bordo del suo buggy abbiamo raggiunto la vetta delle dune per ammirare dall’alto lo spettacolo: sabbia finissima che si butta nelle lagune color smeraldo circondate da palmeti, il mare turchese e la spuma bianca delle onde a fare da cornice.
Qui è possibile fare sand-boarding (con una tavola simile a quella da snowboard) ed anche un giro a dorso di cammello (alquanto strano per il continente Americano!) che qui chiamano Dromedunas. Poi abbiamo percorso in buggy un tratto di spiaggia per riprendere la strada interna fino al Rio Ceará-Mirim, dove siamo stati traghettati sull’altra riva con delle zattere a remi che abili manovratori governano da una sponda all’altra del fiume cercando di non far arenare le zattere sulle molte secche che si formano nel fiume per via dei detriti

Dalla spiaggia di Graçandu, con un altro tragitto in buggy tra le dune abbiamo raggiunto Pitangui; qui abbiamo sostato alla Laguna: fresche acque dolci collegate al mare da canali sotterranei, dove è possibile nuotare ed anche noleggiare kajak e pedalò, oltre che rinfrescarsi con una bibita o un’acqua di cocco verde ad una delle baracas o all’ombra dei gazebi.

Proseguendo ancora tra le dune e le strade sterrate, abbiamo raggiunto la spiaggia di Jacumã: una piccola baia protetta dal reef e circondata da palme.

La principale attrattiva del luogo è la sua laguna, dove l’ingegno dei locali ha dato vita all’aero-bunda, una sorta di seggiolino con una carrucola artigianale fatta con corde e ritagli di copertoni: un capo della corda viene fissato in vetta alla duna mentre l’altro capo al lato opposto della laguna, 20 metri più in basso. Il “passeggero” scivola lungo la corda con la carrucola per circa 50 m, raggiungendo l’acqua della laguna dentro la quale si lascia cadere dal seggiolino.

Davvero emozionante! E poi c’è lo ski-bunda: seduti su una tavoletta di legno ci si lascia scivolare dalla cima della duna per circa 50 m fino a raggiungere la laguna ed entrare dolcemente in acqua.

Sia in cima alle dune che a bordi della laguna ci sono chioschi di bar e ristorantini, oltre che piccole baracas di souvenir.
Ancora qualche km in buggy lungo la costa e si raggiunge Muriù, dove abbiamo sostato per un paio d’ore: il tempo di pranzare al Naf-Naf, grazioso ristorante sulla spiaggia dove ci siamo poi goduti una sosta doverosa per relax e bagno tra le onde spumose.

Proseguendo per altri 15 km si arriva a Praia de Maracajaù, dove è possibile fare snorkeling ed immersioni in piscine naturali dalle acque calme e cristalline su un litorale corallino lungo oltre 7 km, oppure passare un pomeriggio al parco acquatico Ma-Noa, con piscine, cascate, toboga e scivoli, ideali per chi vuole divertirsi.

Il litorale a Sud di Natal offre altrettanti luoghi unici, come Pipa, il paradiso del surf, e Baìa Formosa, un villaggio di pescatori affacciato su due bellissime spiagge tranquille.

Passando per la bellissima Praia di Tibau do Sul, con le sue falesie di scogliera rossa che giungono fino alla Baia de Cacimbinhas, si giunge a Pipa, al confine con lo stato di Paraiba.

Fino a pochi anni fa’ era un semplice villaggio di pescatori, ma ora Pipa è una meta turistica molto ambita per le sue acque cristalline e la sabbia bianchissima che scricchiola sotto i piedi come la neve fresca.

Le strutture si stanno moltiplicando: pousadas, negozi e ristoranti sono ovunque, dalla zona del porto sino alla collina.

Il paesaggio però rimane unico: la foresta di palme, le scogliere di rocce rosse, le spiagge ed il mare di tutte le sfumature di turchese, le onde spumose, gli aquiloni multicolori dei kite-surf che si stagliano sul cielo terso.

Dagli alti muraglioni di arenaria sopra la Praia do Amor si possono ammirare le spiagge bianche e le baie protette, habitat naturale di delfini e tartarughe.

Praia do Madeiro è il punto ideale per l’avvistamento dei delfini; abbiamo avuto la fortuna di vederli nuotate vicinissimi a noi mentre eravamo in acqua a surfare.

Questa spiaggia è in una baia protetta e con onde lunghe, quindi ideale sia per nuotare che per i principianti del surf; inoltre è possibile anche prendere qualche ora di lezione dai giovani surfers locali che noleggiano le tavole. Praia do Amor è invece la spiaggia al top per chi pratica surf e kitesurf: è battuta da forti venti in quanto la baia è molto aperta e queste sono le condizioni ideali per creare l’onda perfetta, adatta ai surfer più esperti e scatenati

Anche qui c’è un bar/ristorante che affitta lettini ed ombrelloni, accanto alla consueta scuola di surf con noleggio tavole.

Vale la pena di ricordare che Praia do Amor è stata nominata una tra le 10 più belle spiagge brasiliane e merita assolutamente questo titolo.
Il top della nostra vacanza, però, è stato l’arcipelago di Fernando de Noronha, a poco più di un’ora di volo da Natal, situato nell’Atlantico a circa 350 km dalla costa Nord Est del Brasile, sotto l’Equatore; conta tra 21 isole e isolotti ma l’unica abitata è appena di 26 km2 Fu scoperto nel 1502 dai portoghesi e subì nei secoli le invasioni e dominazioni dei conquistadores europei.

Dal 1988 è parco protetto, infatti la presenza dei turisti è limitata a 420 al giorno, previo pagamento di una tassa ambientale: qui nidificano sule, cormorani e fregate; le tartarughe vengono a deporre le uova in una spiaggia protetta; i delfini (Golfinhos Rotador) giocano in queste acque: insomma è un paradiso.

Gli abitanti del luogo sono per lo più contadini e pescatori, e sono molto ospitali e cordiali con i turisti.

La vita a Fernando si svolge così: se si fanno immersioni si parte subito dopo colazione, verso le 8.00, prelevati dal bus del diving center e si rientra verso le 13.00.

Dopo di che ci si può muovere tra una spiaggia e l’altra, pranzando ad uno dei chioschetti delle spiagge, oppure nei vari ristorantini a kg che ci sono sull’isola (c’è persino una creperia) e dedicandosi alle passeggiate in spiaggia o al trekking nei sentieri segnalati che uniscono vari punti panoramici dell’isola, giocando a beach volley, facendo surf, o snorkeling nelle piscine naturali create dalla bassa marea, o semplicemente prendendo il sole o leggendo un buon libro fino al tramonto.

La sera poi, ci si sposta per cena in uno dei tanti ristorantini dell’isola, che nel weekend offrono anche ottima musica dal vivo, e si continua ballando e bevendo qualche birra alle baracas di Praia do Cachorro o da Conceiçao, ma ovviamente la vita del subacqueo inizia presto, quindi diventa difficile tirare tardi.

Abbiamo soggiornato alla Pousada Barcelar, molto comoda per raggiungere il porto e le spiagge, vicina al supermarket ed ai bar e ristorantini.

Sull’isola c’è un servizio bus che collega l’isola da un capo all’altro, ci sono buggy-taxi, oppure si può noleggiare un dune-buggy con cui si è liberi di girare l’isola.

La natura è stata generosa con Fernando, infatti l’isola offre ai turisti panorami unici.

Sul litorale del Mar de Dentro si incontra Praia do Cachorro, con due chioschetti bar e noleggio sdraio; a seguire la piccola Praia do Meio, il proseguimento naturale della precedente, raggiungibile con un sentiero o via mare con la bassa marea; poi la lunga Praia da Conceiçào, la spiaggia preferita dai surfisti nei mesi invernali, nota per il Morro do Pico, uno sperone roccioso che si erge dalla foresta.

Quindi Praia do Boldrò, do Americano e do Bode, collegate tra loro fino a Praia Cacimba do Padre: sono l’ideale per lunghe passeggiate, la sabbia è scura e c’è una folta vegetazione alle loro spalle Qui di fronte si trovano le due formazioni rocciose più curiose dell’isola dopo il Morro do Pico: i Dos Irmaos.

Da qui un altro breve sentiero porta a Baia do Porcos, la più particolare per lo snorkeling in quanto con la bassa marea si creano splendide piscine naturali ricche di pesci.

Baia do Sancho si raggiunge con una breve camminata nella foresta e vi accede con una scaletta metallica arroccata alla parete: sabbia bianca con acqua smeraldo

Baia do Sueste, invece, è l’ideale per avvistare le enormi tartarughe marine che nidificano proprio qui: le guide del progetto TAMAR accompagnano i turisti nello snorkeling ed è facile avvistare le enormi tartarughe nuotare tra i fondali rocciosi.

Praia da Atalaia è un'altra baia ideale per lo snorkeling, previa autorizzazione dell’Ibama (il centro per la tutela e salvaguardia dell’ambiente marino) che limita l’accesso a 20 persone al giorno per non intaccare l’habitat naturale di pesci e tartarughe.

Nel Mar de Fora si trovano invece Praia do Leào e Ponta das Caracas: punti spettacolari per l’impetuosità delle onde contro le rocce.

Sull’isola ci sono 3 centri sub: Aguas Claras a Vila do Boldrò, Nornha Divers ed Atlantis Diver entrabi a Vila dos Remedios; noi ci siamo affidati a quest’ultimo.

La loro flotta è composta da 3 catamarani ed i divemaster sono preparati e cordiali.

Inoltre in barca è sempre presente del personale extra per la preparazione ed il controllo delle attrezzature e l’assistenza ai divers.

I siti di immersione sono molteplici e offrono ai subacquei bei fondali ed anche diversi relitti.

I siti del Mar de Fora, rivolti verso l’Atlantico, hanno buona visibilità da Novembre a Luglio, mentre quelli del Mar de Dentro, rivolti verso le coste Brasiliane, normalmente hanno acque calme da Aprile a Novembre mentre da Dicembre a Marzo le onde intorbidiscono l’acqua riducendo la visibilità.

Il sito di immersione viene programmato sul momento, quando si è in barca al porto, infatti solo allora il capitano decide il sito da raggiungere in funzione delle condizioni meteo e del mare.

Pertanto è molto difficile pianificare in anticipo i siti in cui ci si vorrebbe immergere.

La ns. Prima immersione è stata al Buraco do Inferno (bellissime formazioni rocciose e fondali molto vari, profondità max 25 m), la seconda alle Cagarras (si scende su un fondale roccioso dove ci sono varie grotte riparate, profondità max 32 m).

Le successive quattro, in giorni diversi, a Caverna da Sapata (una grande grotta sottomarina con pareti ricoperte di coralli e spugne colorate ed un fondo sabbioso dove si fermano a dormire le razze, max 28 m) e Laje Dos Irmaos (basse formazioni rocciose coperte da spugne e coralli dove ci siamo imbattuti in diversi squaletti).

In ogni immersione abbiamo avvistato squali, razze, barracuda, tartarughe, pesci angelo e pappagallo, e cernie; dove i fondali erano più rocciosi e con antri protetti abbiamo anche trovato granchi, aragoste e murene.

La temperatura dell’acqua è sempre intorno ai 27°C con buona visibilità, nonostante in alcuni giorni abbiamo fatto immersioni durante gli acquazzoni che hanno caratterizzato la nostra vacanza.

All’Equatore la nostra Estate viene erroneamente considerata Inverno da noi europei; ma di fatto si differenzia in quanto le temperature sono miti (26/28°C) con clima secco e temporali, mentre l’Inverno è molto più caldo a causa della forte umidità; invece la stagione delle piogge vera e propria va da Febbraio a Giugno.

Infatti tutti i Brasiliani incontrati durante il ns. Viaggio ci hanno confermato che questo Agosto è stato parecchio anomalo, segno che il global warming abbia stravolto anche il clima del Brasile.

Tuttavia ciò non ci ha impedito di godere appieno di tutte le bellezze che offre questo splendido e selvaggio arcipelago dell’ospitalità dei suoi abitanti.

Fonte : Turistipercaso .it

venerdì 25 maggio 2012

Oggi In segno di protesta contro le tasse sul carburante la benzina è venduta con oltre il 50% di sconto


Motoristas formam filas para comprar gasolina mais barata em postos do país nesta sexta-feira (25), "Dia sem imposto". Postos em diversas cidades do país vendem o combustível com desconto em protesto contra a carga tributária brasileira.
Desconto de 54% no litro da gasolina vale até fim de estoque de 5 mil litros (Foto: Juliana Cardilli/G1)Em São Paulo, desconto de 54% no litro da gasolina vale até fim de estoque de 5 mil litros (Foto: Juliana Cardilli/G1)
De acordo com a Receita Federal, hoje é Dia Nacional do Contribuinte, instituído em 2010 com o objetivo de mobilizar a sociedade e os poderes públicos para a conscientização e a reflexão sobre a importância do respeito ao contribuinte.
Em nota publicada em seu site, a Receita afirma: “Neste dia, é importante entender que, se de um lado, para manter a integridade do sistema tributário, devem as Administrações Tributárias fornecer aos contribuintes a oportunidade de compreender e cumprir com suas obrigações tributárias de maneira transparente e eficiente, de outro lado é importante ressaltar que os tributos constituem importante instrumento para reduzir as desigualdades sociais e construir uma sociedade mais justa e solidária”.
Protestos
Nas principais capitais do país, postos de gasolina decidiram diminuir o preço desde a madrugada para chamar a atenção sobre a alta carga tributária. Em São Paulo, dezenas de motoristas esperaram pelo menos uma hora na fila para abastecer seus carros com gasolina livre de impostos.
Em um posto da Avenida Sumaré, Zona Oeste da capital paulista, a fila, que começava mais de um quarteirão antes do posto, era recompensada pelo combustível a R$ 1,2677 o litro – um desconto de 53% no valor real, de R$ 2,699.

Motoristas do Distrito Federal aproveitam a promoção de um posto de combustível na 206 Norte. O estabelecimento está comercializando o litro da gasolina a R$ 1,77. Segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem – Seção DF, a ação tem o objetivo de chamar a atenção para a alta carga tributária praticada no Brasil. O preço usual é R$ 2,82.
Motoristas formam fila em posto de gasolina com 45% de desconto no RS (Foto: Luiz Carlos Garcia/RBS TV)Motoristas formam fila em posto de gasolina com
45% de desconto em Porto Alegre
(Foto: Luiz Carlos Garcia/RBS TV)
No Rio Grande do Sul, a sexta-feira começou movimentada em um posto de combustíveis na Avenida Cristiano Fischer, no Bairro Petrópolis, em Porto Alegre. Os motoristas formam fila no local onde a gasolina comum está sendo vendida com 45% de desconto, caindo de R$ 2,70 para R$ 1,59. A promoção faz parte do Dia da Liberdade de Impostos.
“Até agora, cerca de 40% do ano, tudo que foi arrrecadado pelo trabalhador é para pagar impostos ao governo. A partir de amanhã, as pessoas começam a trabalhar para si mesmas”, afirma o presidente do Instituto Liberdade, Henri Chazan, uma das entidades organizadoras do evento.
No Espírito Santo, para alertar os consumidores sobre o alto valor da carga tributária, um posto de combustível de Vitória comercializou gasolina a R$ 1,70 o litro. Carros formaram filas que davam várias voltas no quarteirão.
Em Manaus, motoristas também formaram fila na Avenida Djalma Batista, Zona Centro-Sul, onde o preço da gasolina era de R$ 1,90. Atualmente, o litro do combustível custa R$ 2,89 na capital do Amazonas.
De acordo com a coordenadora de sustentabilidade da Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem de Manaus (CDL), órgão responsável pela organização do protesto, Natasha Gama, o credenciamento dos carros começou a ser feito às 4h desta sexta. Segundo ela, o primeiro cliente chegou ao posto às 23h de quinta. "Uma mulher de 55 anos dormiu no carro e foi a primeira a ser atendida", disse.
Em Belo Horizonte, um posto de combustíveis que fica no bairro Lourdes, na Região Centro-Sul da capital, vendeu 5 mil litros de gasolina sem a cobrança de tributos, no valor de R$ 1,753. Segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-BH), a ação é limitada a 100 automóveis e 130 motoclicletas, sendo permitido 34,2 litros por veículo, que corresponde a R$ 60. O litro da gasolina neste posto normalmente é vendida a R$ 2,699.
Um posto de combustível de Salvador, situado na BR-324, ofereceu gasolina com 53% de desconto. Uma longa fila de carros e motos se forma nesta manhã no posto de combustível, que reservou uma de suas bombas para comercializar o litro da gasolina pelo valor de R$ 1,31. Os motociclistas podem abastecer até R$ 10, enquanto os motoristas de carro podem colocar até R$ 20.
Em protesto, posto de Salvador vende gasolina com 53% de desconto (Foto: Egi Santana/ G1)Em protesto, posto de Salvador vende gasolina com 53% de desconto (Foto: Egi Santana/ G

giovedì 24 maggio 2012

La compagnia brasiliana Yoki comprata dalla General Mills

A General Mills anunciou nesta quinta-feira (24) que acertou a compra da fabricante brasileira de alimentos Yoki. De acordo com a companhia norte-americana, a adição da Yoki a seu portfólio vai mais que dobrar suas vendas anuais na América Latina, para quase US$ 1 bilhão.
As companhias não informam o valor da transação. A General Mills espera que a transação seja concluída no primeiro semestre do ano fiscal de 2013, que começa em 28 de maio deste ano.
Perfil das empresas

A Yoki comercializa mais de 600 produtos de nove marcas no Brasil e emprega mais de 5 mil pessoas.
A companhia, fundada em 1960, encerrou 2011 com faturamento de R$ 1,1 bilhão.

A General Mills é uma companhia global de alimentos com sede em Minnesota, nos Estados Unidos, que atua em mais de 100 países. A companhia é dona das marcas Häagen-Dazs, de sorvetes; e da Nature Valley, de barras de granola.

mercoledì 23 maggio 2012

Artigiano suicida dopo cartella Equitalia da 30 000 euro e pignoramento casa

Alla già tragicamente lunga lista di suicidi per debiti, si somma il nome di Italo Agus, artigiano edile di 64 anni, morto impiccato nella sua casa dopo aver ricevuto una cartella di Equitalia da 30.000 euro e dopo che gli è stata pignorata la casa. 

Da quattro anni l'artigiano non trovava lavoro e non sapeva più come pagare i debiti. La tragedia a Teglia, in piazza De Caroli. Un parente ha scoperto il cadavere: la morte risale a due giorni fa. L'uomo si è tolto la vita stringendosi attorno al collo la corda delle tapparelle.

Un recente sondaggio dalla Community di Repubblica Genova-CSS ha bocciato Equitalia, cattiva e aggressiva. Più di un genovese su due ha dato un giudizio negativo su Equitalia, solo uno su quattro la salva. Univoche le risposte dei 794 intervistati: più i contribuenti hanno avuto rapporti con la struttura e maggiore è il giudizio negativo. Come uscirne? Tre intervistati su quattro pensano che Equitalia "dovrebbe essere più permissiva con i contribuenti che attraversano un momento di difficoltà", percentuale che diventa di quattro persone su cinque nella fascia maggiormente produttiva, quella tra i 35 e i 54 anni. E il giudizio è 

talmente negativo che oltre il cinquanta per cento degli intervistati sarebbe favorevole al fatto che il Comune incarichi un altro soggetto per il servizio di riscossione.
Mette le mani avanti il direttore generale dell'Agenzia delle Entrate Attilio Befera, un paio di settimana fa proprio a Genova per incontrare il presidente della Regione Liguria. "Non siamo noi i cattivi", disse con gli occhi lucidi (foto). "Facciamo il possibile per venire incontro alla gente, ma dobbiamo applicare le leggi. Stiamo soffrendo anche noi. La situazione è drammatica, ma siamo pronti a dare la nostra massima collaborazione".

Le ultime 46 ore prima dell'uscita della Grecia dall'euro

La report di Bloomberg Sara Eiser in questo articolo ipotizza che se il governo greco decide di uscire dall'euro avranno solo 46 ore a cavallo del fine settimana per risolvere le questioni più urgenti .

Germania colloca 4,5 Miliardi di Bond a tasso ZERO


Il clima di tensione dei mercati, rinfocolato stamattina dal forte ribasso dei listini, continua a premiare i titoli di Stato della Germania, che oggi hanno registrato un minimo da record sui rendimenti in assegnazione ad un'asta di emissioni a due anni. Un tasso di interesse di appena lo 0,07% su questi bond, "Schatz" a due anni di scadenza con i quali complessivamente ha raccolto 4,555 miliardi di euro. Solida la domanda, per gli standard di queste aste in Germania, che ha superato di 1,7 volte l'ammontare collocato.

Fonte : Sole24Ore

martedì 22 maggio 2012

Opere di Caravaggio in esposizione in Brasile

A exposição “Caravaggio e seus seguidores” é aberta ao público em Belo Horizonte nesta terça-feira (22), na Casa Fiat de Cultura. A capital mineira é a primeira cidade da América do Sul a receber a mostra do pintor italiano. O artista é um dos mais famosos do estilo barroco.

Além dos seis quadros de Caravaggio, 14 quadros de contemporâneos do pintor, que nele se inspiraram, vão estar expostos. Quando chegaram ao centro cultural, o material da exposição precisou ficar durante dois dias fechado, dentro de caixas, para se adaptar ao novo clima. Segundo especialistas, o valor das obras é incalculável. Mas o seguro que resguarda o material tem valor de R$ 2 milhões.

A exposição fica aberta de terça-feira a sexta-feira, das 10h às 21h. Nos sábados e feriados, o horário de funcionamento é das 14h às 21h. A Casa Fiat de Cultura fica na Rua Jornalista Djalma Andrade, 1.250, no bairro Belvedere. A entrada é gratuita.

Gruppo australiano compra miniera nel Rio Grande do Nprte che fu di Paperon de Paperoni


La cittadina di Currais Novo nell'interior del Rio Grande do Norte potrebbe essere la nuova città dell'oro . Una vecchia miniera che fu di Eike Batista , il Paperon de Paperoni  del Brasile e tra gli uomini più più ricchi del mondo , è nelle mire di un gruppo australiano che intende investire R$ 400 mln. Nella biografia di Eike Batista si legge "  quando aveva  avuto 23 anni, ha fondato una società d'oro, chiamata Autram Aurem, usando il sole degli Inca come logo. Un anno e mezzo più tardi l'azienda ha guadagnato 6 milioni di US$. Suo istinto e talento d'imprenditore l'hanno fatto implementare il primo impianto di lavaggio d'oro nell'Amazzonia, marcando l'inizio del Gruppo EBX. All'età di 29 anni, è diventato DG della TVXXX Gold, un'azienda quotata alla borsa di Canada, iniziando così sui rapporti con i mercati finanziari globali. Dall'1980 al 2000, ha creato il valore di 20 miliardi US$ con l'operazione di otto miniere d'oro nel Brasile e nel Canada e una miniera d'argento nel Cile "  


A região de Currais Novos, no Rio Grande do Norte, é tradicional para a história de produção do ouro no Brasil. Ali, o garimpo começou na década de 20, produção depois evoluída para novas tecnologias, com o interesse de grandes empresários na região. Agora, quem pisa nas reservas nordestinas é um grupo australiano, em busca do metal precioso. A Crusader, empresa com capital aberto em Sydney, vai investir R$ 400 milhões na construção de uma unidade de beneficiamento de ouro e prevê uma capacidade de produção de 5 toneladas do metal (150 mil onças) por ano por dez anos. O projeto Borborema fará com que a companhia se torne uma das principais produtoras brasileiras de ouro.


“Nós arriscamos e agora acreditamos que essa área tem potencial para ser uma das maiores do país”, afirmou ao Valor, o presidente executivo global da Crusader, Robert Smakman. Em 2010, a australiana adquiriu o projeto de uma pequena empresa que o havia comprado do empresário Eike Batista.

A região foi explorada desde a década de 90, mas com o recuo dos preços do ouro e a exigência de novos investimentos, à medida que o ouro de mais fácil extração ia acabando, decidiu vender o negócio. A pequena empresa que comprou o Borborema, por sua vez, não tinha capital suficiente para dar continuidade à exploração. “Eles achavam que Eike tinha tirado todo o ouro dali. Nós tínhamos uma opinião diferente”, conta Smakman.

A aquisição na época foi concluída por US$ 2,4 milhões e desde então, a australiana iniciou os estudos na região. Foram gastos US$ 15 milhões até hoje e, em setembro do ano passado, a empresa concluiu a fase preliminar dos estudos de viabilidade e no início deste ano, assinou um protocolo de intenções com o governo do Estado do Rio Grande do Norte para a produção.

Com o preço do ouro no patamar dos cerca de US$ 1.500 a onça-troy (31 gramas), estima-se faturamento anual de cerca de US$ 230 milhões com o projeto.

Os custos de extração e exploração do metal no projeto, no entanto, são grandes. Segundo Smakman, o custo de produção de uma onça de ouro soma cerca de US$ 700 e o teor aurífero da jazida na região não é elevado: de 1,2 grama de ouro por tonelada de minério extraída e beneficiada. “A produção é difícil, mas as empresas australianas estão acostumadas com isso e detemos tecnologia”, explica o executivo australiano.

Além disso, a construção da unidade de beneficiamento vai enfrentar diversos desafios, informa ele. Problemas com os recursos naturais e os de infraestrutura locais para a operação estão entre os mais complicados. Na região, de solo muito seco, falta água, insumo que precisa ser abundante para o processo de produção do ouro, principalmente nas operações de beneficiamento do minério. Dentre as soluções consideradas estão a utilização de reservatórios subterrâneos e a reutilização da água da cidade de Currais Novos. Para o escoamento da produção, será necessário também o desvio de uma rodovia da região.

Para obter os R$ 400 milhões para a construção da unidade, a Crusader pretende levantar recursos no mercado, o que deve incluir empréstimos em bancos. “Consideramos ainda a opção de abrirmos capital da empresa no Brasil”, afirma Smakman. A companhia, que tem outros três projetos no país – envolvendo minério de ferro, tungstênio, estanho e urânio – ainda não tem receita e conseguiu levantar seu capital no mercado financeiro australiano a partir de uma oferta inicial de ações local e com posteriores vendas dos papéis.

Smakman prevê que em 2013 será possível construir a unidade de beneficiamento e em 2014 iniciar a produção. Geólogo, fundador da companhia em 2004, o executivo nasceu em Perth, forte região mineradora da Austrália. Apesar de a empresa estar na Austrália, todo o corpo administrativo está no Brasil, com 90 funcionários. “No Brasil faltam empresas com capital para explorar recursos minerais. Na Austrália, há 5 mil empresas como nós, menores e com apetite ao risco, explorando, enquanto no Brasil há cerca de 50. Há muitas oportunidades para exploração de projetos que foram ignorados e para novas áreas de exploração”, conta Smakman.


Artista baiano respinto all'aeroporto di Madrid

Continuano i problemi per i turisti brasiliani di passaggio all'aeroporto di Madrid . Questa volta è toccato all'artista plastico baiano Menelaw Sete con destino Milano dove era atteso per una esposizione . 















Impedido pela imigração espanhola, em Madri, de fazer uma conexão para Milão, na Itália, onde participaria da abertura de uma exposição de artes, o artista plástico baiano Menelaw Sete afirma que está programando um protesto na frente do Consulado da Espanha em Salvador. De acordo com ele, a intenção é reunir outros artistas na frente da sede da instituição, ainda esta semana, para manifestar contra a forma como ele e outros barrados em território espanhol têm sido tratados.
Menelaw Sete, de 47 anos, conhecido como Picasso baiano, era convidado da organização da exposição para a abertura do evento e, de lá, seguiria para Brissago, na Suíça, onde pintaria um painel, a convite do Centro Dannemann. Embarcou na noite de quinta-feira em voo direto de Salvador para Madri, de onde seguiria para a Itália, mas não pôde desembarcar, na manhã de sexta-feira. Ficou, junto com outras cerca de 40 pessoas, das quais quatro brasileiras, retido em uma área restrita do Aeroporto de Barajas até ser deportado, na manhã de sábado.
Segundo as autoridades espanholas, faltou a Menelaw o carimbo da polícia italiana na carta-convite apresentada por ele à imigração, assinada por seu empresário na Itália, Ezio Dellapiazza. O artista argumentou que, em 15 anos de viagens à Europa, sempre apresentou os mesmos documentos - e chegou a mostrar a autorização de entrada concedida, no mesmo aeroporto, no ano anterior, sem convencer os agentes de imigração.
Nas horas em que ficou retido, Menelaw retratou em desenhos, feitos com uma caneta esferográfica em um caderno, o sofrimento das pessoas que, como ele, não conseguiram entrar no país. Segundo ele, há sinais de racismo na "seleção" dos impedidos de ingressar na Espanha. "Não havia brancos, apenas mulatos e negros entre os barrados", afirma Menelaw.

Sfiorata tragedia in volo TAM da Natal a Sao Paulo

Nuovo pacchetto di misure anti crisi del Ministro Mantega

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou nesta segunda-feira medidas financeiras e tributárias para estimular a economia.














Segundo anúncio feito na noite de hoje, o setor automotivo será beneficiado por um maior volume de crédito concedido por meio de bancos privados e públicos, o que deve gerar o aumento do número de parcelas para os consumidores, a redução da entrada para aquisição do bem e a redução dos juros nos empréstimos. Além disso, haverá a redução do valor dos preços de tabela em vigor dos automóveis. As medidas de estímulo envolvem ainda a queda dos juros para aquisição de ônibus e caminhões, máquinas e equipamentos e projetos de engenharia via concessões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
Mantega atribui a necessidade dos estímulos devido ao agravamento do quadro internacional. "A economia está crescendo pouco nos Estados Unidos, isso traz consequência aos emergentes como um todo", disse. Segundo Mantega, o cenário exige esforços redobrados para manter a taxa de crescimento em um "patamar razoável". "Se não resolverem a situação na Grécia, será difícil atingir crescimento de 4,5%, porém, o Brasil tem condições de reagir com um crescimento maior que tivemos no ano passado (quando foi de 2,7%)."
A escolha do setor automotivo para enfocar as medidas de estímulo se deve pelo fato de o setor que representar 20% do Produto Interno Bruto (PIB) industrial.
Mantega disse ainda que o Banco Central vai flexibilizar o valor do compulsório necessário para que seja concedido crédito no País. Segundo o ministro, o presidente do BC, Alexandre Tombini vai se pronunciar ainda hoje sobre o assunto. O ministro afirmou também que as medidas não irão pressionar a inflação. "É possível que haja aumento do crédito sem que haja necessariamente aumento do endividamento das famílias", acrescentou.

Reduções


Mantega anunciou que o setor automobilístico será beneficiado por meio de reduções tributárias. O Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) será reduzido até 31 de agosto de 37% para 30% para carros até 1.0 l que estejam fora do regime automotivo (o regime automotivo obriga as montadoras a terem pelo menos 65% de conteúdo regional na sua produção para evitar a cobrança adicional de 30% de IPI). No caso de veículos flex com motorização entre 1.0 l e 2.0 l, a redução será de 41% para 35,5%. A renúncia fiscal estimada é de R$ 1,2 bilhão.

Os veículos que se enquadram dentro do regime de automotivo também terão as alíquotas reduzidas. Os juros cobrados pelos veículos com motor 1.0 l passam de 7% para zero. Os de motor 1.0 l a 2.0 l passarão de 13% para 6,5% (gasolina) e de 11% para 5,5% (álcool/flex). Já os utilirários reduzirão as alíquotas de 4% para 1%.

Também será reduzido o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre o crédito oferecido para pessoas físicas, de 2,5% ao ano para 1,5% ao ano. A renúncia, neste caso, é estimada em R$ 900 milhões.

Por parte do setor privado, há o comprimisso de diminuir o valor dos preços de tabela em vigor dos automóveis. O desconto será válido até 31 de agosto. Carros com motor 1.0 l terão desconto de 2,5% sobre a tabela em vigor. Veículos com motor de 1.0 l a 2.0 l terão desconto de 1,5%. Mantega disse ainda que as montadoras se comprometeram a fazer ainda promoções especiais e a não demitir os trabalhadores.

No caso das taxas de juros cobradas pelo BNDES nas linhas de crédito do PSI foram anunciadas reduções, válidas até 31 de agosto, de 7,7% para 5,5% ao ano para compra de caminhões e ônibus; de 7,3% para 5,5% ao ano para bens de capital; de 9% para 8% ao ano para exportação de bens de capital e de 6,5% para 5,5% ao ano para programas do Proengenharia. A despesa estimada é de R$ 600 milhões.
Nesta manhã, Mantega e Tombini estiveram reunidos em São Paulo. Segundo fontes da área econômica, eles estavam analisando a conjuntura econômica e a perspectiva para o crescimento do País.