domenica 14 aprile 2013

Quando la torta della nonna diventa business

Questo articolo racconta la storia di successo di una imprenditrice brasiliana , Renata Frioli , che partendo da una idea semplice ha costruito il suo business . L'idea è produrre delle torte semplici , tradizionali come la torta della nonna . Essendo originara dello Stato di Minas , la torta semplice fa parte della tradizione locale .
Oggi la sua impresa , fondata nel 2011 , la Bolo a Toa , vende 5000 torte al mese e si appresta ad aprire altre due filiali . Il prezzo di una torta varia dai 18 ai 22 reais , il prezzo di una pizza margherita ! 

Il segreto sono ingredienti semplici ma di qualità : uova , farina , latte , zucchero e fermento costituiscono la base per creare 16 gusti differenti dal limone e yougurt che è il cavallo di battaglia  al tradizionale fubà fatto con mais macinato a pietra .



O uso de ingredientes simples, que estão à mão, na despensa de casa, norteia renomados chefs na composição de seus pratos muito antes da gastronomia alcançar a popularidade que tem hoje. A máxima "menos é mais" serve também para a confeitaria. Em São Paulo, a empresária Renata Frioli comprova que para fazer um bom bolo não são necessários quilos de recheios esquizofrênicos ou confeitos importados. Na Bolo à Toa, sua loja em Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo, os clientes encontram bolos de receitas simples, como os feitos por vovós.

"Quando decidi abrir a Bolo à Toa nem pensei na moda de lojas especializadas em um produto só. Eu me baseei nas minhas experiências. Queria comer um bolo simples e não era tão fácil de encontrar", explica a dona do negócio.

Fundada em 2011, a loja chega a comercializar até 5 mil unidades de bolos por mês e prepara-se para a abertura de duas novas unidades. A primeira delas será inaugurada ainda em 2013, no bairro Itaim. "Demorei até começar a expansão porque é um passo que exige cuidado", explica a proprietária. De acordo com Renata, o produto com que trabalha segue um alto padrão de qualidade e, para mantê-la diante do crescimento do negócio, é necessário pensar muito bem na expansão.


 "As pessoas perguntam quando eu vou começar a fazer entregas. Por enquanto, não dá! Só teremos um serviço de delivery quando eu encontrar uma forma de manter o padrão de qualidade que ofereço na loja. Funciona assim também com o número de lojas", explica.

O sucesso da Bolo à Toa não passa despercebido por investidores. No entanto, massificar a ideia não faz parte dos planos de Renata. "Recebo muitas propostas para transformar a marca em franquia. Mas recuso todas porque o foco são as lojas próprias. Seria muito difícil manter a mesma qualidade", conta.

Com foco no cliente final, a empresária ainda estabelece alguns limites para o negócio não se descaracterizar. Na loja, são vendidas unidades inteiras, que custam entre R$ 18 a R$ 22. "Também lançamos alguns sabores ao longo do ano, como na Páscoa. Mas são edições limitadas, que custam entre R$ 22 e R$ 25", explica.

As receitas de Renata são tradicionais: ovos, farinha, leite, açúcar e fermento. Dessa base, 16 sabores são comercializados no local. O carro-chefe é o bolo de limão e iogurte. Mas o de fubá também atrai os clientes. "Nossos bolos são artesanais. O fubá é feito em um moinho de pedra com milho da fazenda mesmo", orgulha-se. "Sou neta de mineiros e morei no interior de São Paulo, então, o bolo sempre esteve na minha vida e mexe com a memória afetiva. Quando abri a loja, vi que eu não era só eu que sentia saudade de comer um bolo de avó", justifica.

5 commenti:

  1. Quindi, secondo questa logica, aprire una pasticceria italiana è una cagata come idea, mentre vendere torte della nonna è un ottimo business! Certo che il concetto di qualità è qualcosa di molto relativo in Brasile. Forse aveva ragione Gesù quando diceva "Non date le cose sante ai cani e non gettate le vostre perle davanti ai porci, perché non le calpestino con le loro zampe e poi si voltino per sbranarvi."

    RispondiElimina
  2. ma é meraviglioso..

    RispondiElimina
  3. Si, i gusti e le abitudini alimentari sono molto molto diversi.
    Io ancora mi stupisco quando mia moglie mette i capperi nell'uovo fritto ma che ci vuoi fare?
    Anche una mia amica brasiliana ha da poco avviato un corner per la vendita di bolos e torte (delle specie di pizze ripiene di tutto) presso un piccolo centro comerciale di Salvador e sta andando benino. Tutte cose che in Italia non si venderebbero mai o comunque non potrebbero essere un business.

    RispondiElimina
    Risposte
    1. Mi sembrano care, vista la dimensione in proporzione al piatto a Maceiò vengono vendute a meno di 10 reais

      Elimina
    2. Qui a Natal si vendono ad 8 reais ... ma lei sta a Sao Paulo !

      Elimina

Lasciate qui un vostro commento