Home Vivere in Brasile Pioggia ” storica ” nel Rio Grande do Norte

Pioggia ” storica ” nel Rio Grande do Norte

4
0
CONDIVIDI

Volevo ben dire :in tanti anni che sono qui non avevo mai visto tanta pioggia a Natal nel mese di Settembre ! Il monitoraggio è iniziato nel 1911 e da allora non sono stati mai registrati tanti mm di pioggia in un solo giorno .

As chuvas de ontem (3), no litoral do Rio Grande do Norte, foram as maiores já registradas em um único dia do mês de setembro. A informação é da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn). Segundo o levantamento inicial, Natal registrou 125,6mm de chuvas, quando a média mensal para o mês de setembro é de 54,7mm.
A incidência de chuvas foi maior na área litoral sul do Rio Grande do Norte, já próximo à Paraíba. No município de Senador Georgino Avelino, foi registrado acúmulo de 216,6mm, que também é a maior chuva que já ocorreu em um dia de setembro no município.
De acordo com o coordenador de Serviços de Meteorologia da Emparn, Gilmar Bistrot, desde que o sistema de monitoramento diário de chuvas começou, em 1911, essas são as mais intensas que já ocorreram durante esse período. “Sem sombra de dúvidas, as chuvas de ontem foram as mais intensas em um dia de setembro em todos os municípios do litoral sul do Rio Grande do Norte”, garantiu.

As chuvas se concentraram durante a madrugada, com os maiores índices ocorrendo entre a 1h e 3h, com forte influência da brisa. O valor registrado na Estação Climatológica da UFRN foi de 125,6mm, maior valor já registrado em todo o período de monitoramento em Natal.. Com relação à média mensal, que é de 54,7mm, setembro de 2013, em apenas quatro dias já acumulou o valor de 132,8mm.

Ainda segundo Bistrot, o sistema que provocou as chuvas é isolado. As águas mais quentes do que o normal no Oceano Atlântico próximo do litoral leste do Nordeste, associadas à presença de uma frente fria sobre o Sul do Estado da Bahia, e à presença do fenômeno La Niña (água mais fria do que o normal no oceano Pacífico), favoreceram a formação de chuvas de forte intensidade sobre a faixa litorânea leste do Nordeste. A tendência é que o sistema perca força nos próximos dias, quando se intensifica o deslocamento das precipitações para o interior do estado.

Fonte Tribuna do Norte 

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here