lunedì 10 febbraio 2014

Il pensiero di Mark Mobius sulla supposta crisi dei mercati emergenti



O Brasil aos olhos do mundo. Qual é a percepção dos investidores estrangeiros? Para saber a resposta, eu conversei com o megainvestidor americano Mark Mobius, um dos mais importantes gestores de fundos em mercados emergentes. Só no Brasil, ele controla um portfólio de US$ 2 bilhões.

“Nós estamos bastante inseguros e temerosos das políticas governamentais no Brasil. Porque você sabe, recentemente tivemos essas enormes multas aplicadas às empresas retroativas a dez anos. E nós pensamos: como o governo faz essas mudanças na interpretação do regime tributário? Essa é uma coisa. A segunda preocupação é com as políticas populistas do governo. O fato de não deixarem as tarifas de energia subirem. Porque se você tem uma situação como essa, eventualmente o sistema vai entrar em colapso”, afirma Mark Mobius.

De um a dez, Mobius dá sua nota à condução da economia brasileira: “Eu diria provavelmente cinco, no meio, porque nós amamos o país, ele tem muitos recursos, uma enorme população consumidora, ótima prática de gestão. Mas por outro lado as políticas governamentais não têm sido adequadas”, declara.

Sobre o cenário volátil nos mercados emergentes, Mobius diz que essa nuvem preta vai sair em breve. “Ela não irá se tornar uma tormenta mais forte. Eu acho que é de curtíssimo prazo. O que acontece é que quando as taxas de juros nos Estados Unidos estavam muito baixas, e os títulos dos mercados emergentes muito atraentes com altas taxas de juros, os investidores dos Estados Unidos, da Europa, grandes investidores, colocaram bilhões de dólares em títulos dos mercados emergentes. Agora nós estamos vendo o fluxo inverso. Isso é muito temporário. Porque eles irão perceber que os mercados emergentes têm mais reservas internacionais, menor relação dívidaPIB, e maior taxa de crescimento. Os emergentes estão crescendo duas a três vezes mais rápido que os países desenvolvidos”, declarou o megainvestidor.

E sobre suas apostas para os próximos dez anos: “Eu fui para Gana, Nigéria, Quênia, Costa do Marfim, África do Sul. E é muito animador. Esses países estão crescendo muito rapidamente. E a tecnologia que está chegando ali tem um impacto incrível. Então eu diria que é dali que está vindo o entusiasmo”.


Fonte : Globo 

1 commento:

  1. Davvero inquietante l'aspetto di Mobius che con il suo abitino con colletto alla coreana sembra uno dei cattivi dei film di James Bond o il megadirettoregalattico dei film di Fantozzi . Età indefinibile tra 70 e 120 anni come vuole la tradizione dei megainvestitori : il guru di Omaha come è conosciuto il mitico Warren Buffet ha 84 anni mentre il socio Munger ne ha 90 .

    RispondiElimina

Lasciate qui un vostro commento