giovedì 27 marzo 2014

Mille posti di lavoro per giovani per l'Arena das Dunas .

Mais de 5 mil candidatos já se inscreveram para concorrer a 1 mil vagas em bares, restaurantes e quiosques da Arena das Dunas durante os jogos da Copa do Mundo, em junho. As vagas são voltadas para trabalhos como caixa, vendedor, supervisor e coordenador de alimentos e bebidas. Outras 200 vagas estão abertas para recepcionistas e supervisores da área de hospitalidade da Arena.
As inscrições podem ser feitas pelo site www.querovestiracamisa.com até o dia 31 de março. Em nenhum dos casos precisa de experiência prévia.
Alex RégisRafaela Medeiros, estudante: Com inglês afiado, espera conquistar vagaRafaela Medeiros, estudante: Com inglês afiado, espera conquistar vaga

A empresa responsável pelas contratações, a CSM, informou que no caso do setor de alimentos e bebidas, não é necessário cumprir pré-requisitos, exceto ter mais de 18 anos. Já no setor de hospitalidade, além de ter 18 anos, é preciso inglês intermediário e ensino médio completo.
Na inscrição pelo site, é preciso informar nome completo, número do celular, e-mail, bairro e cidade onde reside e o número do PIS, que consta na carteira de trabalho. Depois, é aguardar a convocação para entrevista, processo que deve ser encerrado no dia 11 de abril. 

Ainda em abril, os resultados serão divulgados. Um treinamento de três dias está previsto para maio e junho, na Arena das Dunas. Segundo o gerente local da CSM, Gian Zaganelli, o dia de trabalho para área de alimentos e bebidas terá remuneração a partir  de R$ 120. Por outro lado, em, hospitalidade, esse valor ainda não foi definido pela empresa.

“Estamos focados agora na busca de pessoas para hospitalidade. Estamos buscando 200 pessoas em Natal que queiram trabalhar fornecendo informações aos torcedores que estarão no estádio”, explicou Zaganelli.

Conforme o gerente local, apesar das funções não terem muitos pré-requisitos, a área de Recursos Humanos da empresa será responsável por fazer um filtro dos candidatos a partir das características de cada um. “Lógico que alguém que já trabalhou como caixa deverá fazer esse trabalho, já que tem uma experiência desse tipo”, disse.

Candidatos
A seleção tem atraído candidatos com perfis variados. A estudante de Biomedicina Rafaela Medeiros, de 21 anos, era uma das que estavam aguardando para fazer a entrevista ontem. “Vim bem aberta a qualquer cargo”, disse, afirmando que  fala inglês fluente e já teve que se virar com um “portunhol” em uma viagem que fez ao Peru. Trabalhar na Copa, segundo Rafaela, além de ser uma forma de ganhar dinheiro, é uma oportunidade para conhecer gente nova e aproveitar uma situação em que a cidade deve parar. “Não vou viajar porque as passagens estão caras, então é uma forma de ganhar dinheiro e também de conhecer gente”, disse.

Já Toni Santos, de 44 anos, que é ASG da Prefeitura de Natal e também trabalha como garçom em eventos, tenta uma vaga na área de alimentos e bebidas. Para ele,o trabalho na Arena representa uma oportunidade de “acrescentar um grande evento ao currículo”, fazer um intercâmbio cultural e conhecer pessoas.

Desempregada, Denilza Cunha, de 45, busca uma oportunidade de voltar ao mercado. “Nunca trabalhei em eventos grandes. É a chance de ter uma experiência nessa área”, explicou.


Fonte : Tribuna do Norte
.

Nessun commento:

Posta un commento

Lasciate qui un vostro commento