domenica 27 aprile 2014

Gruppo di 250 italiani sceglie il litorale sud di Natal per godersi Italia - Uruguay

Apesar da procura por hoteis ser maior em Natal, as praias também são uma opção para os turistas. Exemplo disso é um grupo de aproximadamente 250 italianos que escolheu Camurupim como base para assistir aos jogos da Copa do Mundo no Brasil.

Eles planejam ir até Recife para ver um dos jogos da seleção italiana, mas depois deverão retornar ao Rio Grande do Norte.

Dos 145 apartamentos do Praia Bonita Resort, em Camurupim, 120 já estão reservados pelos italianos. De acordo com o gerente geral do hotel, Rodrigo Melo, parte do grupo já tem passeios agendados em Natal e reservas para jantar em restaurantes.

Uma parte do grupo vai até Recife, assistir Itália e Costa Rica, e a maioria veio mesmo para assistir Itália e Uruguai, em Natal”, conta o gerente geral do hotel.

Também italiano, o proprietário do hotel conseguiu viabilizar a vinda do grupo com uma visita ao seu país de origem. Contudo, na opinião de Rodrigo Melo, o que foi decisivo mesmo foi o principal jogo da seleção italiana ter ficado em Natal. “Uma parte deles são familiares do goleiro Bufón e de outros jogadores da equipe italiana. Eles vão chegar no dia 18 e devem ficar até 25 de junho”, comenta. Com relação a turistas de outras nacionalidades, não houve procura, diz ele.

Venda de passagens ainda é tímida

Se por um lado os números são bons nas taxas de ocupação dos hoteis, conforme registrado em estudo do Fórum de Operadores Hoteleiros no Brasil (FOHB), para a venda de passagens aéreas, os números ainda são tímidos. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil, apenas 22,6% das passagens aéreas ofertadas para Natal foram vendidas.

Entre as cidades-sede, a capital potiguar ocupa a quinta colocação entre as que mais venderam bilhetes em relação ao que as companhias ofertaram. Do total de 140 mil assentos previstos para voos a Natal, somente 31,6 mil foram convertidos em passagens aéreas até o dia 17 de abril.

Os dados da Anac mostram que o percentual de Natal é o quinto maior do país, além de estar acima da média nacional: 18,92% dos assentos reservados para as cidades-sede entre 6 de junho a 16 de julho foram convertidos em bilhetes. Ao todo, foram previstos 11,5 milhões de assentos para os aeroportos das cidades-sede da Copa do Mundo no período. Há mais de 108 mil assentos livres em voos para Natal no período da Copa.

Abdon Gosson: 100% dos apartamentos reservados para a CopaAbdon Gosson: 100% dos apartamentos reservados para a Copa

O empresários e vice-presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens do RN (Abav-RN), Abdon Gosson, ponderou que houve incremento no número de voos por parte das companhias aéreas. “Acho que poderia ser um número bem melhor, não é algo para se comemorar”, analisou.

Para ele, a proximidade da Copa não é problema para que as vendas melhorem. “O preço vai cair. Não tenho dúvidas que esse número vai subir significativamente num curto espaço de tempo”, disse.

No mercado de alugueis clima é de frustração
Não é difícil encontrar nos sites de aluguel por temporada anúncios de casas localizadas em Natal para o mês da Copa: os valores chegam à casa dos R$ 60 mil apenas para o mês de junho. Mas se para alguns o evento da Fifa poderia ser a oportunidade de ganhar um bom dinheiro, essas expectativas acabaram sendo frustradas. Além da procura ter sido praticamente nula até agora, representantes do setor avaliam que os preços mais altos podem redundar em uma especulação negativa para o mercado e que os quatro jogos da Copa na cidade são favoráveis mesmo é para a hotelaria, não para alugueis.


Especulação

O presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do RN (Creci-RN), Waldemir Bezerra, considera que as pessoas elevam os preços “estratosfericamente”, especulação que não traz benefícios. “Se fosse uma chave inteira disputada em Natal, com um time passando 15 dias, aí seria provável que as pessoas procurassem um imóvel para passar um período mais longo”, explica, acrescentando que a configuração atual da Copa é melhor para os hoteis.

Waldemir Bezerra, do Creci: Especulação não beneficia aluguéisWaldemir Bezerra, do Creci: Especulação não beneficia aluguéis

O diretor da Procuradoria de Imóveis, Renato Gomes, que assume nesta segunda-feira a presidência do Sindicato das Empresas Imobiliárias do RN (Secovi/RN), concorda com a análise do presidente do Creci-RN. “Criou-se uma expectativa muito além da realidade. De fato existe uma procura para imóveis por temporada para o período, mas não atingiu o patamar que se esperava, pelo menos até o presente momento”, diz.

Para a gerente comercial de locação da Abreu Imóveis Socorro Brasil, as pessoas ficam sem parâmetro de preços em períodos como a Copa. “Essa atitude acabou freando a procura por imóveis para temporada”, analisa.


2 commenti:

  1. Sarano tutti puttanieri !!!

    RispondiElimina
    Risposte
    1. Uma parte deles são familiares do goleiro Bufón e de outros jogadores da equipe italiana !

      Elimina

Lasciate qui un vostro commento