Home News Nuove rivelazioni sull’omicidio di Enzo Albanese

Nuove rivelazioni sull’omicidio di Enzo Albanese

6
0
CONDIVIDI
L’organizzazione criminosa facente capo alla società Globo Construçoes LTDA di Pietro Ladogana avrebbe già minacciato il 15 Agosto scorso il segretario della Tributazione di Estremoz Giovanni Gomes de Araujo di 53 anni . L’auto di quest’ultimo era stata colpita da due colpi di pistola a scopo intimidatorio per le tasse richieste sulle transazioni immobiliari della Globo .
A sparare , anche in questo caso, sarebbe stato il killer materiale di Enzo Albanese , il poliziotto civile Alexandre Douglas catturato il 2 Giugno scorso .
Preso como suspeito de ser mentor do assassinato do diretor do Alecrim Rugby, Enzo Albanese, de 42 anos, morto a tiros no dia 2 de maio em Natal, o italiano Pietro Ladogana, de 43 anos, também teria dado a ordem para um “susto” no secretário de Tributação de Extremoz, cidade da Grande Natal. As informações foram divulgadas neste sábado (7) pela Polícia Civil. O titular da Secretaria de Tributação, Giovanni Gomes de Araujo, de 53 anos, teve o carro atingido por dois tiros no dia 15 de agosto após uma solenidade de colação de grau no Centro de Convenções, em Natal.

O motivo do “susto”, segundo a Polícia Civil, foi a cobrança de taxas e impostos nos imóveis que Pietro Lagadona comprava e vendia para lavar dinheiro. O delegado Raimundo Rolim, da Delegacia Especializada de Homicídios, detalhou que o italiano é suspeito de comandar uma organização criminosa que administrava pelo menos 10 empresas de fachada para cometer fraudes, estelionato, falsificação de documentos, lavagem de dinheiro e outros crimes. Há indícios de que a organização criminosa tenha ligação com a máfia italiana.
Ainda de acordo com a Polícia Civil, a decisão para mandar dar um “susto” no secretário foi aprovada em uma reunião com outros três sócios italianos de uma das empresas controladas pela organização criminosa, a Globo Construções LTDA. A descoberta de uma fraude feita pela mesma empresa teria motivado o assassinato de Enzo Albanese.
O responsável pelos tiros contra o secretário teria sido o policial militar Alexandre Douglas, o mesmo apontado como executor do diretor do Alecrim, Enzo Albanese. O PM foi preso na operação ‘Pedra de Fogo’ na última segunda-feira (2) junto com a ex-mulher de Pietro, chamada Tâmara Ladogana. Já o italiano foi detido no dia 29 de maio em Roma quando tentava embarcar para o Brasil com 120 mil euros – o equivalente a mais de R$ 300 mil – escondidos no corpo.
Pietro Ladogana está preso na prisão de Civita Vecchia, na região do Lazio, próximo a Roma. Os demais suspeitos do crime estão presos em Natal.
Fonte : Globo 

Booking.com
CONDIVIDI

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here