Home Vivere in Brasile Pane addizionato con farina di “baratas” sviluppato a Minas

Pane addizionato con farina di “baratas” sviluppato a Minas

7
1
CONDIVIDI
La “barata” o in napoletano ” o scarrafone ”  sarà il nostro grano in futuro . La popolazione mondiale potrebbe superare i 9 miliardi nel 2050  e pertanto non basteranno le terre coltivabili . Soluzione : “magnateve o scarrafone “.
Ricercatori di Betim in Minas Gerais allevano scarafaggi che dopo essere stati disidratati sono macinati , setacciati per ottenere la giusta granulometria e la farina così ottenuta addizionata in vari alimenti come pane , dolci o barretta di cereali . Solo il 10% di farina aumenta il contenuto proteico del pane dal 9,68% al 23% . Buon appetito !
As baratas utilizadas na pesquisa são criadas na cidade de Betim, em Minas Gerais. “A gente compra eles de um criadouro de insetos, eles são criados de maneira asséptica, porque são vendidos na verdade para ração animal. Recebemos eles já desidratados, aí eles passam por uma série de etapas. Moemos eles em um moinho de bolas por um tempo predeterminado, depois peneiramos para conseguir diminuir a granulometria. Depois, então, com a farinha pronta, podemos adicionar em qualquer tipo de alimento, em pão, em bolo, em barrinhas de cereal”, detalha a engenheira química de alimentos Andressa Lucas sobre o processo.
O estudo mostrou que o uso da farinha pode trazer benefícios para o meio ambiente e também para saúde. “Como a ONU estima que até 2050 a população mundial vá crescer em até 9,2 bilhões de habitantes, não existe área de terra disponível para produzir todo o gado e para que tenha quantidade de proteína suficiente para necessidade populacional. Então os insetos, além deles ocuparem menos espaço e serem mais ecológicos, eles suprem essa falta de proteína” afirma a engenheira química de alimentos Lauren Monegon.

Enquanto um pão comum possui 9,68% de proteína e um integral tem 13,85%, um pão com apenas 10% da farinha de inseto tem quase 23% de proteína, conforme o estudo.
Fonte : Globo 

1 commento

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here