Home lavoro Terminata la protesta della polizia civile

Terminata la protesta della polizia civile

8
0
CONDIVIDI

Delegacias reabrem após acesso de civis a processo contra PM

A TARDE On Line*

As delegacias de polícia voltaram a funcionar normalmente na tarde desta sexta-feira, 31, após o fim do protesto dos policiais civis contra a não apresentação do policial militar Fagner Castro Santos, acusado de matar o perito técnico Hilton Martins Júnior, 25 anos, na última quarta-feira. A decisão de voltar ao trabalho aconteceu depois que o advogado da coorporação teve acesso aos autos do processo aberto na corregedoria da PM contra Santos. A permissão foi dada após manifestação feita pela categora na manhã desta sexta.O protesto começou com os policiais reunidos em frente à Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos, na Avenida ACM, onde afixaram uma faixa preta em sinal de luto pela morte do perito. De lá, saíram em carreata até o CAB por volta de 11h20, deixando o trânsito congestionado na Avenida Paralela. A manifestação chegou ao fim em frente à sede da Secretaria de Segurança Pública, já no começo da tarde. O movimento provocou engarrafamentos em toda a região.A manifestação desta manhã aconteceu mesmo após o delegado-chefe da Polícia Civil, Joselito Bispo, informar à categoria que o tenente Fagner já havia prestado depoimento na 2ª Delegacia, na Liberdade, na noite desta quinta, 30.Abordagem – Moradores do bairro Santo Antônio Além do Carmo e testemunhas do crime disseram que o perito Hilton Martins Júnior teria se identificado como policial e que teria levado a mão à região da cintura quando foi baleado pelo PM. O tenente alega que atirou contra Hilton porque ele teria reagido à abordagem e teria puxado a arma.Os policiais civis estavam mobilizados desde esta quinta, 30, quando interromperam as atividades da categoria e iniciaram série de protestos para pedir a apresentação do tenente da PM, Fagner Castro Santos, para depor na 2ª Delegacia, na Liberdade.
CONDIVIDI

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here