Home economia L’Agenzia Fitch eleva il rating del Brasile

L’Agenzia Fitch eleva il rating del Brasile

2
CONDIVIDI


La notizia era già nell’aria da un pò di tempo ed i mercati ne avevano tenuto conto ma è comunque una buona notizia per gli investitori ed una cattiva per i detrattori di questo grande Paese che continua a macinare record positivi . E mentre in Europa le Agenzie di rating continuano a tagliare sulle preoccupazioni del debito crescente dei paesi dell’euro , la nota del Brasile è elevata da BBB- a BBB . La foto apparentemente non c’entra nulla con l’elevazione del rating … o no ? Comunque mi piaceva e l’ho inserita !

Rio de Janeiro, 4 abr (EFE).- A agência de classificação de risco Fitch elevou nesta segunda-feira a nota do Brasil para BBB ao considerar que o clima econômico do país sul-americano passou de “estável” para “positivo”.
Esta é a primeira alta de nota para o Brasil desde que as principais qualificadoras outorgassem o “grau de investimento” no início de 2008.
Fitch argumentou em comunicado que a mudança da qualificação reflete o potencial de crescimento sustentável da economia brasileira, a política fiscal a médio prazo e a melhora da liquidez, o que se reflete no crescimento das reservas internacionais do país até US$ 316,8 bilhões, segundo dados do Banco Central da última sexta-feira.
“A transição do poder à administração (da presidente (Dilma Rousseff foi suave e continua bem ancorado o consenso sobre a necessidade de tomar políticas macroeconômicas responsáveis”, assinala a nota.
A agência destacou que o novo Governo, que assumiu o poder em janeiro, mostrou “sinais” de uma maior contenção na despesa que pode permitir um alívio na “pesada dívida pública” do Brasil.
A economia brasileira cresceu a uma taxa de 7,5% em 2010 e este ano, o país experimentará uma “aterrissagem suave”, com um crescimento próximo a 4%.
Fitch considerou que é “importante” que se apliquem reformas tributárias e na previdência social para melhorar a estrutura das finanças públicas e do clima de negócios.
Além disso, aplaudiu as medidas que se estão tomando para atrair capital a longo prazo, o que indica uma “postura mais pragmática” para o investimento privado.
No entanto, a agência advertiu que se a dívida pública aumenta excessivamente, se poderia atingir a credibilidade do Brasil perante os credores internacionais.
O Governo reagiu imediatamente ao anúncio da Fitch por meio do ministro da Fazenda, Guido Mantega, que assegurou que a alta da nota é resultado da economia do país.
“Essa elevação de nível de Fitch, é o reconhecimento que a economia brasileira está mais sólida, não apresenta riscos e está sendo bem avaliada, inclusive pelas empresas de qualificação”, afirmou Mantega, em declarações publicadas pela Agência Brasil.

2 Commenti

  1. fl@vio

    Oddio, detrattore proprio No ma neanche scemo!

    Però l'agenzia Fitch la spiega marcofalco, ho capito che è lui l'economista del forum.

    Chi siano questi signori Fitch, questi Massoni che decidono chi alzare e chi abbassare…è meglio seguire "l'elevazione" che consiglia Antonio

  2. Anche l' Argentina aveva un buon rating quando emetteva i suoi bond a interessi altissimi, il peso era supervalorizzato il costo della vita era altissimo e i suoi governati si facevano le ville a Punta de l' este (mi pare pure Collor ce l' abbia) Solo per la cronaca, non dico che il Brasile sia uguale all' Argentina di allora

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here