Home italia Nuovo episodio della telenovela Battisti : il visto è nullo !

Nuovo episodio della telenovela Battisti : il visto è nullo !

10
2
CONDIVIDI



ll Ministero Pubblico del Distretto Federale ritiene illegale il visto concesso all’italiano Cesare Battisti e ne chiede l’immediata deportazione . Ma non in Italia … in Francia , Messico o qualsiasi altro paese che lo accetti . La telenovela continua .

O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF/DF) questionou nesta quinta-feira o visto do italiano Cesare Battisti, por meio de uma ação civil pública. O MPF/DF diz que o ato de concessão do visto pelo governo foi ilegal e, por isso, pede sua anulação e a deportação de Battisti. O ex-ativista, no entanto, não seria enviado para a Itália, onde foi condenado à prisão, mas para a França ou México, onde viveu antes de se mudar para o Brasil, ou ainda para outro país que concorde em recebê-lo.
O procurador da República Hélio Heringer, autor da ação, argumenta que, de acordo com a lei, é proibida a concessão de visto a estrangeiro condenado ou processado em outro país por crime doloso, passível de extradição segundo a lei brasileira. Esse seria o caso de Battisti. Aos 56 anos, ele foi condenado à revelia em seu país com pena de prisão perpétua pelo assassinato de quatro pessoas entre 1977 e 1979. Na época, Battisti integrava a organização Proletários Armados Pelo Comunismo (PAC). O ex-ativista nega as acusações.
No último dia do mandato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu negar a extradição do ex-ativista. Em junho de 2011, o Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou a decisão de Lula e libertou o italiano. Em 2009, o tribunal havia considerado os delitos de Battisti como crimes de natureza comum e não política, autorizando sua extradição, mas deixou nas mãos do presidente a decisão final sobre o assunto. Para Heringer, no entanto, a decisão política do ex-presidente não muda a natureza dos crimes imputados a Battisti.
“Tal competência é exclusiva do STF e foi exercida para declarar os crimes praticados como sujeitos à extradição. Desse modo, sendo os crimes dolosos e sujeitos à extradição segundo a lei brasileira, não há que ser concedido visto de estrangeiro a Cesare Battisti”, diz ele na ação, que vai ser julgada na 20ª Vara Federal.
O procurador diz que a medida não tem caráter punitivo e não se confunde com a extradição, pois ele não seria entregue à Itália, país onde nasceu e foi condenado. Heringer argumenta que apenas nessa hipótese estaria sendo violada na decisão do ex-presidente Lula.
CONDIVIDI

2 Commenti

  1. ma nella telenovelas c´è anche questo: http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,justica-italiana-autoriza-extradicao-e-pizzolato-e-preso,1633263

    uno scambio anche se giuridicamente non lo si può fare. Comunque la colpa del permesso di soggiorno è imputabile alla Polizia Federale. Battisti non poteva richiedere la Residenza come amnistiato. L´amnistia non è concessa a chi ha precedenti penali. Battisti ha un ergastolo. Dovevano dargli uno statuto speciale. Ma siamo tutti consapevoli di come non funzionano le cose, in Brasile

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here