Home News Brutto risveglio per Ponta Negra

Brutto risveglio per Ponta Negra

10
1
CONDIVIDI

L’incuria nella esecuzione delle opere di rifacimento della orla determinano l’inquinamento della spiaggia con i detriti dei materiali di costruzione . Denunciata l’impresa Sicol contrattata dalla Prefettura .

Os banhistas que frenquentam a praia de Ponta Negra tiveram uma surpresa esta semana. O entulho das obras realizadas para a reconstrução do calçadão foi deixado na areia da praia, formando “montanhas” do material da obra no local. Quando a maré chegou ao ponto onde estava o entulho, todo o material foi espalhado por um trecho da praia, que ficou intransitável. A equipe de reportagem da TRIBUNA DO NORTE foi até o local nesta quinta-feira e comprovou a situação.



De acordo com o presidente da Associação dos Trabalhadores de Ponta Negra (ATPN), Marcos Martins, a entidade entrou com uma ação no Ministério Público contra a empresa, já que considera o ato um crime ambiental. “Nós estamos acionando o Ministério Público para oferecer denúncia contra a empresa”, disse. “Em parte a culpa também da Prefeitura que não fiscaliza corretamente a obra”, concluiu.

A responsável pela obra é a empresa Sicol, contratada pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur). A Secretaria informou, através da assessoria de imprensa, que a empresa realiza o recolhimento do entulho, mas alguma parte ainda permanece no local. Segundo a Semsur, os locais de foco das obras serão fiscalizados e haverá sinalização de aviso aos banhistas sobre a situação.

A associação cobra a retirada do material da areia da praia. Para Marcos Martins, neste momento, a limpeza tem de ser feita em toda a orla. ” A limpeza tem que ser feita em toda a orla”, disse.




Fonte : Tribuna do Norte 


Booking.com
CONDIVIDI

1 commento

  1. Prezado Antonio,

    Agradeço pela tua iniciativa na criação do blog.
    Grazie!

    Nós que convivemos, nadamos ou trabalhamos nessa praia diariamente não podemos “fechar os olhos” e deixar passar despercebidos alguns problemas graves que não são vistos, nem resolvidos, conforme elencados abaixo:

    1.Esgotos que invadem nossa praia,descontroladamente, todos os dias;
    2.Falta de acesso para portadores de necessidades especiais para a praia;
    3.Insegurança e descuido, principalmente, ao pé do Morro do Careca que é uma referência turística do RN;
    4.Calçadão em condições lamentáveis;
    5.Falta de reforma da escada de acesso da Vila de Ponta Negra para a praia que está completamente destruída;
    6.Inexistência de box fixo para os bombeiros e postos para os policiais;
    7.Restabelecer as câmeras de vigilância fixas “guardiões” que funcionaram muito bem no passado, mas, infelizmente, desapareceram da praia.

    Diante do exposto, perguntamos: por que as autoridades não fazem uma caminhada na nossa praia?
    O essencial é invisível para os olhos, como já escreveu certa vez Saint-Exupéry, entretanto somente aos olhos dos que não querem ver.

    Existem muitos empreendedores, a maioria de médio e grande porte, que só querem se beneficiar e desfrutar das belezas potiguares, sem fazer nada para melhorar a vida das pessoas que encontram na praia o único meio de sobrevivência e sem nenhuma preocupação com a preservação de uma estrutura mínima, imprescindível para o funcionamento da praia como fonte de cultura, trabalho e lazer.

    Só juntando nossas forças, nossas ideias, poderemos ter um resultado no futuro.
    Finalmente, para reflexão: haverá preservação? Como nadará a nova geração?

    PONTA NEGRA: PRAIA DE ESPORTE E CONSCIÊNCIA AMBIENTAL!

    Alberto
    (Projeto Poseidon)

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here