Home News Rio de Janeiro :chiuse termas e boates in Copacabana

Rio de Janeiro :chiuse termas e boates in Copacabana

104
0
CONDIVIDI

Dopo la chiusura della discoteca Help , un’altra icona del mitico quartiere di Copacabana si appresta a sparire sotto i colpi della ” operazione di moralizzazione ” scatenata a Rio dall’avvento dei mondiali . Rio vuole darsi una nuova immagine e chiude le storiche Termas .


Una piccola digressione storica : nella antica città di Pompei , ricoperta nel 79 dc dalle ceneri del Vesuvio , venne ritrovato forse il più antico lupanare conosciuto , l’unico luogo in cui si praticava la prostituzione come viene definita dal diritto romano: in maniera “notoria e indiscriminata”, cioè senza possibilità di scegliersi i clienti. Nella stessa Pompei erano infatti in uso altre forme di quella che oggi viene definita prostituzione, ma che secondo il diritto romano non lo era: per il personale, maschile e femminile, delle terme e delle osterie era pratica comune avere commercio sessuale con i clienti. Ma per la legge questa non era prostituzione, in quanto non era, insieme, “notoria e indiscriminata”.


Chissà cosa ne penserebbero gli antichi abitanti di Pompei di questa decisione della amministrazione carioca . 


Duas mulheres e um homem, que trabalhavam como gerentes, foram presos em flagrante na madrugada desta sexta-feira (15), por explorar a prostituição em termas de Copacabana e Ipanema, na Zona Sul do Rio, segundo a Polícia Civil.

Doze termas foram percorridas pela operação, desencadeada às 22h pelo Ministério Público, com o apoio de cem policiais de policias da 12ª DP (Copacabana) e da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI).

Permanecem presos dois gerentes: da Centauros, em Ipanema, e da Termas L’uomo, em Copacabana. Um outro gerente da Centauros foi preso, mas acabou solto após pagamento de fiança. Segundo o MP, havia 90 garotas de programa no local, onde foram apreendidos R$ 290 mil, além de uma pequena quantidade de euros e dólares. Na termas L’uomo, os policiais encontraram R$ 3 mil e um gerente foi preso.

Em sete termas houve apreensão de documentos e computadores por apresentarem irregularidades. Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 5ª Vara Criminal.

Os outros locais vasculhados foram Copacabana Termas Spa, Café Sensoo, La Cicciolina, Barbarella, Erotika, Don Juan, Termas Casablanca, Boate Miami Show, Boate Calábria e Boate 204, todas situadas em Copacabana.
De acordo com o Ministério Público, o objetivo da ação foi arrecadar provas para a fundamentação de uma ação penal contra os donos dos estabelecimentos. O crime previsto é de exploração da prostituição, cuja pena é de 2 a 5 anos de prisão.

De acordo com o MP, “há certa tolerância e indiferença com os prostíbulos”. No requerimento encaminhado à Justiça, os promotores alertaram que, na maioria dos casos, “esses estabelecimentos são utilizados não só para fins de exploração sexual, mas também para exploração sexual de adolescentes, lavagem de dinheiro de grupos mafiosos, tráfico de drogas, porte de armas de fogo e corrupção policial”.


Booking.com
CONDIVIDI

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here