Home immobili Italiano arrestato in Alagoas perchè sospetto di aver soffocato la moglie con...

Italiano arrestato in Alagoas perchè sospetto di aver soffocato la moglie con un pene di gomma si difende : è stato un incidente !

22
8
CONDIVIDI

A Polícia Militar prendeu, na noite de sábado (20), o italiano Fabrizio Carlo Angelo Riccardi, suspeito de asfixiar e matar a própria esposa. Ele foi abordado dentro de casa, na Praia do Francês, Litoral Sul de Alagoas, depois que vizinhos o denunciaram. De acordo com a polícia, Riccardi afirmou em depoimento que a morte da esposa foi acidental.

Judite Fonseca de França Riccardi foi encontrada morta dentro de casa pelos policiais do 5º Batalhão. Os militares que atenderam a ocorrência suspeitam que a vítima foi asfixiada com um pênis de borracha. Isso porque, de acordo com a polícia, peritos do Instituto de Criminalística encontraram um pedaço do material na garganta da vítima, o que teria provocado a morte por asfixia.

No momento da prisão do italiano, os vizinhos informaram aos militares que Fabrizio já teria agredido a esposa em outras oportunidades, segundo a polícia.

O italiano passou a noite na Central de Polícia e, na manhã deste domingo (21), foi levado para o Hospital Sanatório, em Maceió, para fazer o exame de corpo de delito.

Após o procedimento, Riccardi foi encaminhado para a Casa de Custódia, no bairro do Jacintinho.


Booking.com
CONDIVIDI

8 Commenti

  1. Quindi c'é l'espulsione automatica per uno straniero che commette crimini in brasile dopo lo sconto della pena ?
    per che crimini vale se vale ?
    vale anche se lo straniero é residente regolare in brasile, magari pure con figli ?
    non credo..

  2. Che personcina fine e di buon gusto,un lord Byron in chiave moderna.
    Ma la gente normale non esiste piú?
    Saluti a tutti, Yuri.

  3. Spero che a Jacintinho, come spesso mi dicono che accada nelle carceri brasiliane, gli facciano rimpiangere amaramente quello che ha fatto facendogli patire adeguate "pene". Gentaglia, spesso esportiamo il peggio e siamo costretti a vergognarci per gli altri.

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here