Home economia Turismo in calo : volare da Natal è molto più caro che...

Turismo in calo : volare da Natal è molto più caro che dalle capitali vicine !

12
0
CONDIVIDI

A alta nos preços das passagens aéreas, apontada como responsável por reduzir o fluxo de turistas no Rio Grande do Norte, não tem afetado apenas quem vem de fora. O custo também tem pesado no bolso dos potiguares, que têm preferido viajar de carro até estados vizinhos e voar a partir de capitais como João Pessoa ou Recife.


O preço das passagens com chegada e saída a partir de Natal, em alguns casos, quase dobrou nos últimos cinco meses, segundo Diassis de Holanda, dona da agência de viagens Harabello e presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav) no RN. “Antes o cliente comprava uma passagem Natal-São Paulo-Natal por R$ 800. Hoje, ele não paga menos de R$ 1,2 mil”.

DivulgaçãoAeroporto de João Pessoa, na Paraíba: consumidores viajam de carro até a cidade para voarAeroporto de João Pessoa, na Paraíba: consumidores viajam de carro até a cidade para voar
O servidor público Felipe Vieira, 26, é um dos que adotaram a nova estratégia. Felipe viaja, em média, cinco vezes por ano para participar de concursos, e tem se deparado com tarifas cada vez mais altas, afirma. “Faço muito concurso público fora e por isso viajo com muita frequência. Tenho me deparado com uma oferta menor de voos, muitas conexões, e valores fora do normal”, relata. A saída encontrada pelo servidor público para driblar o preço das passagens em Natal é dirigir até estados vizinhos e pegar voo em aeroportos como os de João Pessoa, na Paraíba, e em Recife, Pernambuco. Ele viaja com um grupo de oito amigos em fevereiro para fazer uma prova em Salvador.

Os nove colegas vão de carro até Recife para só então voar para a capital baiana. O carro ficará no estacionamento do aeroporto, e a economia, mesmo com as despesas com combustível, poderá chegar a R$ 700 por pessoa. “Se fôssemos sair de Natal pagaríamos R$ 950 de passagens. Saindo de Recife, pagamos R$ 200”, compara Felipe. Em março, ele parte com um grupo de dez amigos para o carnaval do Rio de Janeiro. A estratégia, diz Felipe, será a mesma. “Vamos embarcar em João Pessoa. A economia com passagens ficará em torno de R$ 300”. A cena, segundo Diassis de Holanda, presidente da Abav no RN, é mais comum do que se imagina. “Há muitos casos. Isso ocorre praticamente todos os dias e em todas as agências”, confirma.

Mudança

Silvana Ciríaco é proprietária da SI Agência de Viagens e confirma a mudança de comportamento dos clientes. “Há três meses, de cada dez clientes que nos procuravam para comprar pacotes de viagens, nove saíam pelo aeroporto Augusto Severo. Esse número caiu para cinco, ou seja, de cada dez que nos procuram para comprar pacotes, só cinco saem por Natal. Os outros saem por outros estados”, observa.

O mesmo ocorreu na Logos Tur, diz a consultora de viagens da agência, Adriana de Souza. “Muitos clientes optam por embarcar em outras cidades, mas não é só uma questão de preço. Há companhias aéreas que só operam voos nesses outros estados, como a Copa Airlines, a América Airlines e a Delta”, afirma. Ela frisa que passagens Natal-Miami já chegaram a custar quase o dobro de passagens Recife-Miami. 

Fonte ; Tribuna do Norte 

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here