Home News La sicurezza della città è in mano ai fantasmi ?

La sicurezza della città è in mano ai fantasmi ?

9
3
CONDIVIDI

La vignetta in basso , dove un poliziotto militare chiede aiuto alla sua stessa immagine riflessa in uno specchio rende alla perfezione quanto accaduto ieri a Natal : un poliziotto militare è stato assaltato e derubato di pistola e due caricatori mentre era in servizio .

Questo fatto fa riflettere sulla fragilità della sicurezza in città : la PM è ritenuta inoffensiva dai delinquenti che addirittura se ne servono per rifornirsi di armi e munizioni così come utilizzano le farmacie come bancomat per i loro prelievi quotidiani .
Non è solo la garanzia della impunità pertanto a determinare questa onda di violenza . Se fosse solo questa non assalterebbero un poliziotto militare sapendo di andare incontro ad una probabile rappresaglia da parte degli altri poliziotti . La PM non fa paura ai malavitosi , non rappresenta per loro un deterrente per la loro attività criminosa , sono semplicemente trasparenti , evanescenti come fantasmi . 



Era só o que faltava. Depois de semanas consecutivas atacando taxistas, ônibus, bares e restaurantes de Natal, bandidos demonstraram, mais uma vez, que não têm o que temer e não escolhem alvos. No fim da manhã de ontem, dia 26, dois criminosos armados assaltaram um policial militar. O episódio da lógica invertida da segurança pública – onde bandido desarma policial – ocorreu no bairro de Mãe Luíza e expôs a fragilidade da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (PMRN).

O crime foi registrado por volta das 11h de ontem. O soldado Cardoso, que é motorista de ônibus lotado na Diretoria de Apoio Logístico (DAL) da PMRN, foi designado para recolher estudantes e professores nas escolas Francisco Ivo e Êxito, ambas no Alecrim. Do lá, aproximadamente 20 pessoas foram levadas ao ginásio da Escola Estadual Dinarte Mariz, nas proximidades do Farol de Mãe Luíza.

Ao chegar ao local, Cardoso – que estava fardado e armado com uma pistola – acompanhou o grupo de pessoas até a entrada do ginásio onde acontecia um evento esportivo. Até então, tudo estava ocorrendo como planejado. O deslocamento do grupo foi solicitado pela secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Seel) ao Comando da PMRN que concedeu a autorização.

Mas ao retornar ao veículo, o que seria apenas uma ação corriqueira tornou-se um episódio que pode resumir o clima de insegurança que predomina na capital. O policial militar – mesmo fardado e armado – foi surpreendido pela ação de uma dupla de bandidos. Armados, os dois jovens anunciaram o assalto. “Eu vi quando um deles engatilhou a arma e apontar para mim. Ouvi o barulho do engate e pensei: ‘Ele vai me matar’. Não pude fazer nada. Levantei as mãos e eles levaram minha arma”, contou o soldado Cardoso. Além da pistola .40, dois carregadores foram levados.

Apreensão e medo


Depois do assalto, incrédulo e nervoso, o policial foi à 4ª Delegacia de Polícia registrar a ocorrência. “São 25 anos de serviço dedicado à polícia. Nunca tinha acontecido uma coisa dessa”, disse. “Os caras chegaram, de repente. Apontaram a arma para minha cara. Depois fugiram a pé”, acrescentou o soldado enquanto era interrompido por ligações de amigos da corporação e a esposa dele que foi à DP. “Tenho medo de algo pior aconteça. A gente mora aqui em Mãe Luíza e todos conhecem meu marido. É muito perigoso”, disse a mulher que preferiu não revelar identidade.

Ainda na delegacia, policiais do 1º Batalhão de Polícia Militar (1º BPM) foram conversar com o soldado. Ao coronel Silva Júnior, Cardoso disse que estava impressionado com o que havia acontecido. “É uma situação muito complicada, coronel. A violência está demais. Não sei o que é isso”, disse. “Você sabe de quem é a culpa? A culpa é nossa”, respondeu o coronel.
No início da tarde, várias equipes do 1º BPM e outros batalhões fizeram diligências no bairro de Mãe Luíza, a procura dos bandidos. No entanto, até o fechamento desta edição, ninguém havia sido preso.

Fonte :Tribuna do Norte 
CONDIVIDI

3 Commenti

  1. La PM non fa paura ai malavitosi anche a causa dell'alto tasso di corruzione che io quantifico intorno al 75%.
    La profonda riforma dei vari corpi di polizia brasiliani avrebbe dovuto rientrare tra le priorità di governo ma nulla è stato fatto perchè evidentemente avere un corpo di polizia corrotto fa comodo e garantisce voti alle elezioni.
    Per quanto mi consta, almeno la metà dei PM dovrebbero essere cacciati a calci nel deretano perchè corrotti e/o veri e propri delinquenti.

  2. Mi ricordo um episodio ai limiti del surreale avvenuto a Rio de Janeiro qualche anno fa'.
    Una coppia che era stata rapinata per strada ed era stata derubata di um televisore appena comprato,si era recata al commissariato piu' vicino per fare la denuncia.
    Appena entrata avevano incontrato uno dei rapinatori,che altro non era un poliziotto in servizio.

  3. marco falco,
    concordo. e aggiungo che il 50% degli "omicidi" in brasile sono commessi dalla polizia.
    nuova moda a bahia: se uno sbirro muore, i colleghi prendono 5 persone A CASO, li torturano e ammazzano. spesso ragazzini di 15 anni che escono da scuola.
    le SS a confronto erano chierichietti.
    lucio.

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here