Home alimentazione La UE , la Corea del Sud e la Cina sospendono selettivamente...

La UE , la Corea del Sud e la Cina sospendono selettivamente l’importazione di carne dal Brasile

102
6
CONDIVIDI

A comissão Europeia disse nesta segunda-feira (20) que está monitorando as importações de carne do Brasil e que todas as empresas envolvidas em um escândalo de carne terão acesso negado ao mercado da União Europeia temporariamente. O nome de nenhuma empresa foi citado.

“A Comissão garantirá que quaisquer dos estabelecimentos implicados na fraude sejam suspensos de exportar para a UE”, disse o porta-voz da Comissão Europeia Enrico Brivio em coletiva de imprensa regular.

De acordo com Brivio, a Comissão está ciente da contínua investigação no Brasil. “Assim que a história saiu, na sexta-feira, a comissão pediu esclarecimento e ação das autoridades brasileiras.”

Questionado sobre o tipo de carne envolvida na investigação – e que terá a compra suspensa -, o porta-voz afirmou que, de acordo com relatos iniciais, trata-se de frango, em sua maior parte.

A Comissão acrescentou que o escândalo da carne não terá qualquer impacto nas negociações em curso entre a União Europeia e o Mercosul, no qual os dois lados esperam chegar a acordos sobre livre comércio.

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços e o Itamaraty foram procurados pelo G1, mas ainda não se pronunciaram sobre as afirmações da União Europeia.

De acordo com o comentarista da Globo News Valdo Cruz, o ministro da Agricultura Blairo Maggi confirmou a informação de que a China, a Coreia e a União Europeia devem mesmo suspender a importação de carne das unidades investigadas.

 O ministro terá uma conferência com as autoridades da China para discutir esse assunto, segundo o comentarista. O governo quer trabalhar para que o embargo fique restrito somente às 21 unidades investigadas; e não a todas unidades exportadoras.

Coreia do Sul

A Coreia do Sul também disse nesta segunda-feira que vai intensificar a fiscalização de carne de frango importada do Brasil e banir temporariamente as vendas de produtos da BRF após o escândalo deflagrado pela Operação Carne Fraca na semana passada. De acordo com a agência Reuters, as informações estão em um comunicado do Ministério da Agricultura sul-coreano.

O ministério disse que fornecedores brasileiros de carne de frango terão que enviar um certificado de saúde emitido pelo governo brasileiro. Mais de 80% das 107.400 toneladas de frango importadas pela Coreia do Sul no ano passado vieram do Brasil, sendo quase metade fornecida pela BRF.

Por meio de nota, a BRF informou que não foi notificada oficialmente a respeito dessa “suposta suspensão” e por isso não vai se manifestar.” A companhia reitera que cumpre todos os padrões exigidos pelas autoridades brasileiras e dos países em que opera.”

O governo brasileiro e a embaixada da Coreia do Sul foram procuradas pelo G1, mas ainda não se pronunciaram.

China

A China também disse ter suspendido temporariamente, como “medida de precaução”, a importação de carne brasilera depois do escândalo revelado na semana passada, de acordo com fontes ouvidas pela agência Reuters.

A embaixada da China no Brasil foi procurada pelo G1, mas ainda não enviou comunicado.

Carne fraca

Deflagrada na sexta-feira (17) pela Polícia Federal, a operação investiga o envolvimento de fiscais do ministério em um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos.

Foi descoberto que funcionários de superintêndencias regionais recebiam propina para facilitar a produção de alimentos adulterados, emitindo certificados sanitários sem fiscalização.

“Quero fazer um comunicado aos senhores que, naturalmente, peço que transmitam aos seus governantes. Nós tomamos várias deliberações no dia de hoje. A primeira delas é que decidiu-se acelerar o processo de auditoria nos estabelecimentos citados na investigação da Polícia Federal que são, na verdade, 21 unidades no total. Três dessas unidades foram suspensas e todas as 21 serão imediatamente colocadas sob regime especial de fiscalização a ser conduzida por força-tarefa do Ministério da Agricultura”, declarou o presidente Michel Temer na véspera, a embaixadores.

Seis das 21 unidades exportaram nos últimos 60 dias, afirmou o presidente, sem dizer os países para os quais se deu a exportação.

Ao longo deste domingo, o presidente teve uma série de reuniões com o objetivo de discutir medidas para enfrentar a crise gerada pelas revelações da operação Carne Fraca.

Temer recebeu, por exemplo, os ministros da Agricultura, Blairo Maggi, e da Indústria e Comércio Exterior, Marcos Pereira, além de representantes de associações como a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec).

Medidas

Após o pronunciamento do presidente, a assessoria do Planalto divulgou uma nota na qual informou que, além da força-tarefa, o governo também decidiu reiterar às missões estrangeiras que “todas as plantas exportadoras permanecem abertas às inspeções dos países importadores” e que o sistema de controle nacional é um dos “mais respeitados do mundo”.

 


Booking.com
CONDIVIDI

6 Commenti

  1. allora…
    esportazioni già cadute del 99% in 5 giorni.
    eppure delle 21 imprese indagate appena 5 (su 5000) lo sono per motivi “sanitari”. e anche queste a causa di episodi, non è che adulteravano tutto il prodotto.
    quindi un fenomeno riguardante lo 0.5% delle esportazioni le ha invece azzerate.
    c’era bisogno di tutta sta grancassa mediatica, ovviamente abilmente ripetuta dai media della concorrenza estera?
    il settore, con l’indotto, occupa(va) 6 milioni di persone… la pf, i giudici, i media hanno a cuore la sorte di queste persone? non credo, loro mica verranno licenziati, magari hanno pure casa a miami e godono come ricci a vedere la classe lavoratrice riportata indietro di 20 anni.
    e voi italiani che vivete qui, avete a cuore la sorte di questo paese o fate a gara a chi più getta merda addosso?

    • Degli italiani che vivono in Brasile ben pochi hanno il diritto di voto . Per quanto poi riguarda la merda c’è nè tanta in giro che il primo ventilatore che accendi si spaglia dappertutto ! La PF ha già comunicato di avere altre prove dello scandalo Carne Fraca . Io sarei cauto a credere ai numeri minimalisti del Governo . Non è così che è iniziata la Lava Jato o per chi lo ricorda Mani Pulite ? Chi ricorda Mario Chiesa ed il Pio Albergo Trivulzio ?

        • Mani pulite non ha distrutto l’economia Italiana, vero. Non l’ha distrutta perchè in Italia a suo tempo sono finiti prima i Politici con i loro Partiti poi qualche Boiardo di Stato ed infine qualche Imprenditore ma poca cosa. Qui ne la Procura Generale ne la PF ne i Bombeiros e ne chi piu’ ne ha piu’ ne metta……non reggono piu’ questi politici corrotti e questi partiti di cartapesta. Infine, forse perchè sono anziano o forse perchè sono originario della Padania…….ma nessuno ricorda il “metanolo” nel vino Italiano iniziato con l’Oltre Po’ Pavese? Per oltre 10-15 anni abbiamo perso moltissime Aziende, Imprenditori, Posti di lavoro, Entrate……..ripeto 10-15 anni e nessuno degli altri Paesi ci ha allungato la mano, anzi……è da lì che sono partiti i vini californiani, cileni, brasiliani etc.etc. che ancora oggi è roba scadente e costosissima. Giusto che ognuno debbe pagare il suo prezzo e….ricordo a tutti che il Barolo, il Brunello, il Barbaresco, il Pinot, il Cartize, lo Sciacatrà, il Primitivo, ia Manduria, e tantissimi altri ancora anche a buon mercato nemmeno hanno visto una goccia di metanolo ma hanno pagato comunque un sistema Paese allora putrido. Non era scoppiata la bomba ma i Nas hanno lavorato come sta lavorando la PF qui in Brasile per la carne che per me è solo l’inizio delle innumerevoli sofisticazioni per pagare i corrotti che generalmente sono i politici o i loro rappresentanti e/o i loro funzionari. Tant’è.

          • Su altri siti leggo, da un abitante italibrasiliano di Santos, che per non aver ispezionato o ispezionato blandamente il proprio container in arrivo la tabella e’ di 300rs!
            ps il vino cileno e’ ottimo!! Inoltre in Cile non c’e’ la filossera e le viti sono direttamente con la loro radice al suolo e non innestate su vite americana resistente alla malattia, questo rende il vino migliore

  2. @Lino, non ho dubbi sul vino Cileno quello che intendo affermare che a quattro mani e a quattro piedi quando l’Italia ha perso oltre l’80% del mercato estero del vino altri Paesi tra i quali il Cile non hanno perso tempo (giustamente) a prendersi quote di mercato ed allora la produzione di questi Paesi non era “buona” come quella di oggi ma faceva letteralmente schifo però non avevano il metanolo. Con il tempo sono cresciuti ma se non ci fosse stato il crollo del vino Italiano erano ancora a remare per procurarsi una quota di mercato Internazionale. Infine……mettiamoci di fronte ad un vino rosso medio Italiano magari del Piemonte o della Toscana oppure della Sicilia o della Franciacorta (new entry) e poi confrontiamolo con qualsiasi vino del mondo, Francia a parte, sia per il gusto che per il prezzo……..sono forse partigiano ma NON c’è storia che tenga. Poi si beve anche quello Cileno per non dimenticarci quello che abbiamo in casa dai tempi di Enea (Romani).

LASCIA UN COMMENTO

Please enter your comment!
Please enter your name here